Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Quarta, 17 de Agosto de 2022
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Deputados conseguem mudanças no pacote agrícola

Agência Câmara - 15 de junho de 2006 - 07:39

O grupo de trabalho da Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural criado para discutir o endividamento do setor agrícola obteve avanços nesta quarta-feira após reunião de negociação, no Ministério da Fazenda, sobre o pacote anunciado pelo governo no último dia 25 de maio.
De acordo com o deputado Luis Carlos Heinze (PP-RS), o governo concordou em ampliar o volume da dívida da safra 2005/2006 a ser prorrogada para produtores de diversas culturas, como milho, arroz, algodão, soja, mandioca e trigo. Segundo o parlamentar, o governo também concordou em alterar a taxa de juros para a linha de crédito do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) de 4% para de 3% a 5%, de acordo com o risco do produtor.
Na avaliação de Heinze, o resultado não é o ideal nem resolve todos os problemas do setor, mas foi o possível de ser obtido neste momento junto ao governo. As medidas, segundo ele, ajudam os produtores a equilibrarem suas contas e a se manterem em atividade. Heinze alertou que é preciso haver não apenas soluções emergenciais, mas também estruturais, para que a atual crise não se repita no futuro.

Avaliações
Segundo o deputado João Grandão (PT-MS), também integrante do grupo de trabalho, o governo sinalizou de forma positiva para continuar a negociação sobre as questões estruturais da agricultura.
Mas, na avaliação do deputado Ronaldo Caiado (PFL-GO), não foi possível sensibilizar o governo para remodelar o pacote do setor rural de forma significativa: "O resultado ficou longe daquele que esperávamos", disse.
O presidente da Comissão de Agricultura, deputado Abelardo Lupion (PFL-PR), informou que na próxima semana os integrantes da comissão vão avaliar os avanços obtidos desde a edição do pacote agrícola. "Vou instituir uma subcomissão especial para continuar acompanhando os problemas do endividamento e da crise na agricultura", explicou.
Além de parlamentares, o grupo de trabalho é formado por representantes da Confederação Nacional da Agricultura e da Organização das Cooperativas Brasileiras.



Reportagem - Simone Salles/ Rádio Câmara
Edição - João Pitella Junior

SIGA-NOS NO Google News