Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Sábado, 28 de Maio de 2022
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Covid: Com transmissão comunitária, saúde corre contra tempo para ampliar leitos

Leonardo Rocha, Campo Grande News - 14 de abril de 2020 - 10:32

Com a transmissão comunitária do coronavírus em Mato Grosso do Sul, a Secretaria Estadual de Saúde quer intensificar e acelerar a colocação de novos leitos de UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) nos hospitais de Mato Grosso do Sul. Outra medida é reforçar a população a necessidade de respeitar o isolamento social.

“Vamos intensificar as ações contra o coronavírus, entre elas o ritmo estrutural, na montagem dos leitos (UTIs) principalmente nos locais mais críticos, avançando neste quesito, tanto em Campo Grande, como no interior do Estado”, disse o secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, em entrevista ao Campo Grande News.

Geraldo afirmou que no Estado a intenção é ampliar com mais 181 leitos de UTIs, o que representa segundo ele, 36% dos números atuais. Ele destacou que por exemplo, em Campo Grande, a intenção é montar mais 71 (estrutura), chegando assim a 93 disponíveis.

Também citou outras cidades que já ampliaram os leitos. “Em Costa Rica já tem sete (leitos de UTIs), Nova Andradina dispõe de 16 e vão ser montados mais oito (leitos), já Paranaíba serão colocados 10, Bataguassu mais cinco. Já Corumbá mais 10 e Chapadão do Sul, cinco leitos”, divulgou ele.

Gerado citou que hoje são 296 leitos (UTIs) nas unidades de saúde pública e 201 no setor privado. No mapa divulgado pelo governo estadual, tem 672 leitos clínicos adultos disponíveis para o tratamento do coronavírus, 157 leitos clínicos pediátricos, 65 leitos (adultos) de UTIs disponíveis e 06 leitos de UTIs pediátricos (disponíveis).

Também consta que já existe a ampliação de 311 (leitos clínicos adultos), 13 (leitos clínicos pediátricos) e 181 (leitos UTIs adulto). Estas informações foram publicadas hoje (14), no Diário Oficial do Estado.

Isolamento – O secretário também ressaltou a necessidade de reforçar o pedido para população respeitar o isolamento social, saindo de casa só se for necessário. Ele disse que esta cobrança para população vai continuar pelas autoridades do Estado, pois segundo ele, este distanciamento é fundamental para conter o aumento da doença no Mato Grosso do Sul.

Já foram registrados 113 casos de coronavírus em Mato Grosso do Sul, com quatro mortes, sendo duas em Campo Grande e duas de moradores de Bataiporã. Ontem (13) foi confirmado a chamada “transmissão comunitária”, quando não se sabe a origem do contágio da doença. - CREDITO: CAMPO GRANDE NEWS

SIGA-NOS NO Google News