Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Segunda, 27 de Setembro de 2021
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Contenção fará governo economizar R$ 70 milhões

João Prestes/APn - 31 de julho de 2003 - 16:42

Nova Andradina (MS) – O governador Zeca do PT disse, hoje pela manhã, durante a 5ª reunião do CDE (Conselho de Desenvolvimento Econômico) realizada no auditório do Figorífico Independência, em Nova Andradina, que o Estado deverá fechar o ano com uma economia de R$ 70 milhões por conta de medidas de contenção de despesas, já adotadas ou em fase de implantação.
"Estamos mandando rever tudo, mudando critérios de contrato", informou o governador, adiantando que inclusive os serviços de telefonia dos órgãos estaduais passam por novas negociações. Zeca fez um rápido balanço da situação financeira do Estado, enfatizando que o governo não se acomodou com o anúncio da liberação dos recursos federais pela estadualização das rodovias (R$ 89 milhões) e dos royalties da Itaipu (R$ 60 milhões).
"Vamos continuar aperfeiçoando o sistema de arrecadação e ao mesmo tempo mantendo um rígido controle de despesas. Isso nos dá fôlego financeiro suficiente para cumprir as metas de desenvolvimento deste ano, e chegar em dezembro poder pagar o 13º do funcionalismo sem ter que recorrer a empréstimo."
O governo já conseguiu diminuir consideravelmente o custeio controlando o abastecimento de carros oficiais, a emissão de diárias e inclusive de passagens aéreas para o primeiro escalão, destacou o governador. A ativação do poço artesiano garante o abastecimento de água gratuitamente ao Parque dos Poderes e quando ficar pronta a nova sede da Cassems (Caixa de Assistência dos Servidores de Mato Grosso do Sul), o Estado vai transferir para o atual prédio 85% das repartições públicas espalhadas por Campo Grande, economizando na locação de imóvel.
A capitalização do MS-Prev (Fundo de Previdência de Mato Grosso do Sul) com os royalties da Itaipu retirou do Estado a obrigação de cobrir o rombo mensal da instituição com o pagamento de aposentadorias e pensões, que girava em torno de R$ 11 milhões. Todos esses fatores devem resultar na economia de R$ 70 milhões para os cofres estaduais nesse ano, conforme cálculos do governador.

SIGA-NOS NO Google News