Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Sexta, 21 de Janeiro de 2022
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Condutor 'ficha limpa' ficará livre de infração leve ou média em MS; entenda

Medida começou a valer nesta semana e será concedida de forma automática

Midiamax - 14 de janeiro de 2022 - 17:00

Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa - (Foto: Arquivo/Midiamax)

Em determinadas vezes, motoristas que tomam cuidado ao dirigir podem acabar cometendo uma infração leve ou média por falta de atenção e essa multa indesejada acaba surpreendendo o condutor. A partir de agora, aqueles que passarem um ano sem cometer nenhum tipo de infração, caso comentam uma multa leve ou média, terão a penalidade convertida para advertência.

A nova regra faz parte da mudança do CTB (Código de Trânsito Brasileiro) e foi implantada na última segunda-feira (10), em Mato Grosso do Sul. O benefício será concedido automaticamente ao condutor que tiver registros de infração lavrados a partir de 12 de abril de 2021.

Com isso, os motoristas que se enquadrarem na lei, deverão receber as advertências em seu endereço. A diretora de Habilitação do Detran-MS, Lina Issa Zeinab, explica que a estimativa é que 50% dos condutores com multas leves e médias atendam aos requisitos para conversão em advertência.

“Após o registro da infração é encaminhada notificação e autuação sendo que nessa etapa a responsabilidade pelas infrações de circulação, parada e estacionamento podem ser transferidas ao real condutor. Finalizada esta etapa, caso o motorista se enquadre nos requisitos, automaticamente é aplicada a penalidade de advertência por escrito, sendo encaminhada a notificação informando dessa conversão”, ressalta Lina.

Pela regra anterior, a conversão em advertência poderia ser requerida pelo interessado, facultando à autoridade conceder o benefício.

“É importante ficar atento às situações em que a conversão não é aplicável, como é o caso de condutor não habilitado ou habilitado em outro país. Aos veículos registrados em nome de pessoa jurídica que não fizerem indicação de condutor também não cabe a aplicação de advertência”, conclui.

SIGA-NOS NO Google News