Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Quinta, 16 de Setembro de 2021
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Com sete sobreviventes, Brasil empata em seu retorno

03 de fevereiro de 2009 - 22:23

A emoção era evidente na noite desta terça-feira no Bento Freitas. A volta do Brasil de Pelotas aos gramados após o acidente que matou os jogadores Cláudio Milar e Régias, além do preparador de goleiros, Giovani Guimarães, não poderia ser diferente. O Xavante demonstrou toda a garra que dele se esperava e empatou com o Santa Cruz por 3 a 3, pela quinta rodada do Gauchão.

Antes do início do jogo uma série de homenagens. Diversas faixas em tributo aos heróis mortos tragicamente foram estendidas. O time estreou um uniforme preto que será utilizado durante todo o estadual, representando o luto que o clube vive. O um minuto de silêncio foi, de fato, respeitado e seguido de ruidosas palmas reverenciando aqueles que se foram.

Representando a CBF, o técnico da seleção, Dunga, pôde ver o que é superação. Com sete jogadores que estavam presentes no desastre, o Brasil começou pressionando. Porém, o primeiro gol foi do Galo Carijó. Após falha de Danrlei, Eraldo marcou.

Mas a força dos guerreiros rubro-negros é muito grande. Eles conseguiram uma surpreendente virada. Primeiro com Eduardo Sella, depois com Kelson, cobrando pênalti, e finalizando com Alex Martins, que era o melhor amigo de Régis. Nos acréscimos do tempo inicial, Eraldo, de novo, descontou.

Com pouco tempo de preparação e nenhum entrosamento, o Brasil cansou. Na pressão, o Santa Cruz igualou o placar, mais uma vez com Eraldo. O atacante ainda desperdiçou uma boa oportunidade ao carimbar a trave nos minutos finais. Com os três gols, ele assumiu a liderança isolada do campeonato. O resultado deixou o Galo na liderança provisória do Grupo 2, um ponto à frente do Grêmio.

Por Gazeta Esportiva

SIGA-NOS NO Google News