Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Quarta, 24 de Julho de 2024
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Colapso na Saúde do MT traz pacientes da covid-19 para leitos privados de MS

Por Tainá Jara , Campo Grande News - 07 de julho de 2020 - 07:40

O sistema público de Saúde de Mato Grosso ainda comporta os pacientes graves de covid-19, mas a rede particular já recorre aos leitos sul-mato-grossenses para dar conta do tratamento. São 9 pacientes que tiveram de ser deslocados para tratamento em Mato Grosso do Sul.

De acordo com a SES (Secretaria Estadual de Saúde), 11 pacientes de outros estados ocupam leitos hospitalares em Mato Grosso do Sul, o que representa cerca de 5% dos leitos ocupados por contaminados pelo novo coronavírus. A maioria das internações é de mato-grossenses.

No Proncor de Campo Grande, há sete pacientes de internados, sendo seis de Mato Grosso, ocupando leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva). Um é de São Paulo, que está em leito clínico.

A administração da unidade confirmou as transferências por falta de vaga, porém, explicou que os pacientes de MT vieram transferidos via NIR (Núcleo Interno de Regulação de Vagas). Já o paciente de SP foi atendido por livre demanda.

No Hospital Militar, na Capital, há dois pacientes de MT internados (Foto: Arquivo/Kisie Ainoã)
Há ainda dois pacientes de Mato Grosso do Hospital Militar, também na Capital. Um ocupa leito clínico e outro UTI. A unidade, no entanto, não informou se os doentes vieram transferidos ou adoeceram enquanto estavam em MS e tiveram de ser internados. Há também paciente do estado vizinho ocupante leito crítico no Hospital da Unimed.

Apenas um paciente de fora ocupa leito público no Estado. Trata-se de morador de Rondônia, internado na UTI do HRMS (Hospital Regional de Mato Grosso do Sul). Maior hospital do estado, até esta segunda-feira, a unidade contavam com 90,4% dos leitos críticos ocupados e já funciona com auxílio de um hospital de retaguarda, instalado na área externa.

Em nota, a Secretaria de Saúde de MT confirmou que ainda não realizou transferência de pacientes do SUS para outros estados, porém, frisou que, caso exista uma vaga e seja viável o deslocamento do paciente, considerando o quadro clínico individual, a mudança será feita. - CREDITO: CAMPO GRANDE NEWS

SIGA-NOS NO Google News