Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Quinta, 26 de Maio de 2022
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Chances de desenvolver demência podem ser reduzidas, alerta neurologista

Hospital São Domingos - 30 de abril de 2020 - 11:00

Chances de desenvolver demência podem ser reduzidas, alerta neurologista

A demência caracteriza-se por um prejuízo nas funções cerebrais, como alteração na memória, linguagem, orientação, reconhecimento de pessoas, que chega ao ponto de dificultar a execução de tarefas do dia a dia do indivíduo. Existem algumas medidas preventivas e também tratamentos disponíveis que podem ajudar a proporcionar maior qualidade de vida para o paciente e sua família. O alerta é da Dra. Lara Lucena, neurologista do Hospital São Domingos.

Prevenção
A médica explica que a maior parte dos familiares procura ajuda profissional quando o paciente já está numa fase moderada a avançada da demência, o que não é ideal. Mesmo nessas situações, alguns cuidados e medicamentos disponíveis ajudam na estabilização da queixa cognitiva e no controle do comportamento, que na maioria das vezes faz parte da demência.

“Mas o nosso objetivo maior é tentar reduzir o número de casos novos ou ao menos postergar o desenvolvimento da doença com a adoção de medidas preventivas. Por isso é importante que as pessoas se consultem com um médico mesmo antes de terem queixas de memória, especialmente os idosos, afirma Dra. Lara Lucena.

Cuidados

A neurologista alerta que os cuidados devem ser iniciados o mais precocemente possível, principalmente a partir dos 50 anos. “Os cuidados incluem a prática de atividade física regular, controle rigoroso da alimentação, dos fatores de risco cardiovasculares, tais como pressão alta, diabetes, colesterol, obesidade. É importante ainda manter-se intelectualmente ativo, ou seja, trabalhar, ler, participar de atividade culturais, fazer parte de atividades comunitárias. Tais práticas devem ser executadas sempre, independentemente da existência da queixa de memória”, completa a médica.

Mudanças

Entre as mudanças que as demências podem causar na vida do paciente estão a dificuldade em realizar tarefas como tomar medicação corretamente, administrar suas finanças, dirigir, trabalhar e tomar decisões. Além disso, o paciente pode passar a ficar mais agitado, agressivo, relatar fatos que não ocorreram, o que faz parte do quadro comportamental da demência. “Quando a queixa muda de alguma forma a vida do paciente, a demência está caracterizada e o paciente precisa ser avaliado e tratado”, lembra.

Demência X Doença de Alzheimer

Apesar de serem confundidos, os termos demência e Doença de Alzheimer não são sinônimos. A Doença de Alzheimer é um tipo de demência, sendo o mais frequente, mas existem vários outros menos conhecidos.

“Por exemplo, um paciente com Acidente Vascular Cerebral (AVC), que lesa uma região importante do cérebro ou pacientes com doença de Parkinson, principalmente em fase avançada, podem apresentar demência”, completa.

Atendimento

E é para garantir total assistência ao paciente, seja para prevenir ou tratar a demência, que o Hospital São Domingos mantém uma equipe de profissionais multidisciplinar e equipamentos da mais alta tecnologia para o diagnóstico clínico e exames complementares e sofisticados.

SIGA-NOS NO Google News