Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Quarta, 22 de Maio de 2024
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Cesarianas colocam em risco de vida mães e bebês

Agência do Rádio - 24 de maio de 2006 - 08:50

A grande quantidade de cesarianas realizadas na América Latina aumenta o risco de mortes e complicações pós-parto para as mães e bebês. A conclusão é de um estudo da Organização Mundial de Saúde publicado ontem (23) numa revista especializada. O trabalho demonstra que as mortes pós-parto subiram em até 20% com o aumento do número de cesarianas.

O estudo selecionou aleatoriamente 120 hospitais públicos e privados em oito países: Argentina, Brasil, Cuba, Equador, México, Nicarágua, Paraguai e Peru. Um terço dos 97 mil partos analisados durante o período do estudo foi realizado por cesariana.

No Brasil foram observados 15 hospitais públicos e quatro particulars. Neles foi constatado um volume de cesarianas próximo da média da região, de 33%. Os hospitais privados tiveram uma média bem maior do que os públicos. No País como um todo, segundo números oficiais (os mais recentes são de 2004) a taxa de cesarianas está em 34,5% dos 2,5 milhões de partos realizados. No mesmo ano, em média, 71,5% dos partos na rede particular foram cesárias.

O estudo concluiu que os hospitais com o maior número de partos realizados por meio de cesarianas eram os que apresentavam maiores taxas de doenças maternas, mortes e uso de antibióticos após a gravidez.

SIGA-NOS NO Google News