Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Segunda, 17 de Junho de 2024
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Cassilândia: aluna da Escola Evangélica fica em 1º no concurso do Detran

19 de novembro de 2012 - 14:47

Participamos recentemente do Concurso do Detran-MS \"Juntos pela Vida no Trânsito: pedestre\", Eu cuido\".
Dentre as várias modalidades do mesmo, na modalidade do Ensino Médio que era produzir um texto dissertativo com o tema Paz no Trânsito, com enfoque a travessia segura do pedestre pela faixa de segurança e o respeito ao pedestre, bem como a responsabilidade do motorista e do pedestre para a preservação da vida.

O texto de nossa aluna, do 1º Ano do Ensino Médio, Larissa Lorrayne Fernandes Menezes foi premiado em 1º Lugar do Estado. Vale ressaltar também a participação da professora orientadora Dádiva Paes, professora de Língua Portuguesa e Redação do nosso Ensino Médio, a qual também foi premiada como orientadora.

Estamos felizes e honrados com o sucesso alcançado pela aluna e sua professora, isto evidência o trabalho sério e comprometido de nossa Escola.
A Direção e Coordenação Pedagógica da Escola Evangélica Avivamento Bíblico parabeniza ambas por essa conquista!

Abaixo, segue o texto vitorioso:

Até quando andaremos na contra mão?

Desde pequenos sabemos o quanto transitar é perigoso e que devemos, como pedestres, atravessar sempre na faixa de segurança ou quando o sinal estiver aberto. No entanto, crescemos e nos deparamos com uma estatística de alto índice de mortalidade no trânsito.

Os acidentes de trânsito são responsáveis por milhares de mortes todos os anos no Brasil. A realidade mostra que a maior parte deles ocorre pela irresponsabilidade, imperícia e negligência do ser humano, e não por falha nos veículos ou defeitos nas vias, e ainda, mostra que o desrespeito às leis, as quais as pessoas tanto estudam para habilitarem-se para dirigir, é a causa principal.

Sabemos que cortesia e respeito são fundamentais na relação com os outros usuários da via, já que todos nós, participantes do sistema de trânsito, temos responsabilidade na diminuição de conflitos e acidentes, só que, infelizmente, o brasileiro ainda não adquiriu essa cultura. Mas então, o que falta para haver paz no trânsito?

Só teremos uma resposta positiva para essa questão quando houver uma Educação para o Trânsito abrangendo toda a sociedade – Família, Escola e Estado – do menor ao maior, com o objetivo principal de despertar uma nova consciência viária que priorize o companheirismo, a cooperação, a tolerância, o comprometimento e a solidariedade, em substituição à competição, ao individualismo e ao exibicionismo. Essa educação deve estar baseada na prática de valores, habilidades e autoestima, na qual o valor à vida seja o foco primordial.

Larissa Lorrayne Fernandes Menezes – 1º Ano do Ensino Médio.

SIGA-NOS NO Google News