Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Quarta, 1 de Dezembro de 2021
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Bolívia manda Exército para região de fronteira com MS

Campo Grande News/ Marcelo Fernandes, do Corumba Online - 01 de maio de 2006 - 13:16

O vice-presidente boliviano, Alvaro García, informou que um contingente militar foi enviado para custódia das instalações petrolíferas de cidade de Puerto Suarez, que fica na fronteira com o Brasil, próximo a Corumbá (MS). ”Esta situação, de modo algum, significa que estejamos militarizando a cidade”, disse. Segundo ele, as Forças Armadas ganharam maior presença na área para preservação dos bens públicos.

"Cada vez que se instaura um conflito, de pequena ou média intensidade, instruímos as Forças Armadas para proteção do patrimônio nacional, especialmente das instalações ligadas aos recursos minerais, que geram divisas para o Estado", ressaltou Garcia.

O vice-presidente conclamou as autoridades municipais e cívicas da zona fronteiriça a deixar de lado as medidas de pressão e retomar o diálogo, segundo relatou a Agência Boliviana de Informações, site oficial do Governo da Bolívia, na noite deste domingo, 30 de abril.

Ele reafirmou que a empresa EBX, que constrói uma usina siderúrgica em Puerto Quijarro, foi expulsa da Bolívia pelo presidente Evo Morales, porque não apresenta licenças ambientais para a instalação e está localizada na faixa de fronteira, em distância proibida para estrangeiros, pela Constitução Política do Estado.

De acordo com o vice-presidente, o governo Central executará, em curto prazo, três programas para geração de cerca de três mil fontes de trabalho na província de German Busch.

SIGA-NOS NO Google News