Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Sábado, 15 de Maio de 2021
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Beira-Mar pode ser o preso mais caro do país

Marcos Augusto - 07 de maio de 2003 - 09:28

O governo federal já gastou cerca de R$ 430 mil com as transferências e manutenção de Fernandinho Beira-Mar em presídios de Maceió (AL) e de Presidente Bernardes (SP), considerado o mais seguro do País. Com o retorno dele ontem ao presídio paulista, foram gastos em torno de R$ 30 mil. O custo equivale à manutenção mensal de 55 presos no Rio de Janeiro e a 8.600 cartões do Fome Zero, informou a Agência Estado. Nos dois meses em que está sob a guarda do governo federal, Beira-Mar já pode ser considerado o preso mais caro da história do País. A quantia gasta com o preso é suficiente para manter 537 presidiários em vários Estados brasileiros, onde o custo mensal é de R$ 800,00 por preso, ou 781 detentos no Rio, onde se gasta R$ 550,00 por cada um ao mês. Segundo o Programa de Segurança Pública do governo, os gastos com presos no País"tornam-se chocantes quando comparados com o custo de um aluno, por mês, em uma escola pública". A última transferência de Beira-Mar poderia ter saído mais cara, caso fosse necessário deslocar agentes da PF. Desta vez, a PF utilizou apenas um avião Caravan e um helicóptero para o transporte do traficante. O número de policiais também foi reduzido, haviam 70 agentes do Comando de Operações Táticas (COT) baseados em Alagoas, há pelo menos um mês e o efetivo da PF em Presidente Prudente.

SIGA-NOS NO Google News