Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Quarta, 17 de Agosto de 2022
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

BC intervém e "segura" cotação do dólar

Humberto Marques/Campo Grande News - 30 de maio de 2006 - 18:33

Ao invés de atuar no mercado para conter a queda do dólar, o Banco Central inverteu o comportamento considerado praxe e realizou hoje um leilão de swap cambial. Com isso, a cotação que chegou a atingir R$ 2,37 (alta de 4% em relação a ontem) desacelerou, e, no final do dia, a divisa norte-americana encerrou cotada a R$ 2,312, avanço de 1,63%. De acordo com a Reuters, os investidores continuam preocupados com o rumo do juro nos Estados Unidos, e também se mostraram atentos para o vencimento de contratos de dólar futuro.

Diante do avanço na cotação, o BC voltou a realizar leilões de swap cambiais tradicionais (equivalentes a compras futuras da moeda), que não eram feitos desde abril de 2004. Esse tipo de operação garante ao mercado ganhos quando a variação do dólar supera a do juro. Foram comercializados oito mil contratos, equivalentes a US$ 399 milhões. Um novo leilão foi anunciado para amanhã.

A incerteza deve se fazer presente até amanhã, quando o Federal Reserve divulgará a ata da sua última reunião, que fixou a taxa de juro norte-americana em 5%. Também é aguardado um resultado sobre a reunião do Copom (Comitê de Polícia Monetária) sobre o novo índice da Selic, a taxa de juro brasileira, hoje em 15,75%. Nas últimas três reuniões, foram efetuados cortes de 0,75 ponto percentual. Com um mercado “arisco”, a expectativa dos investidores é de uma posição mais conservadora, com uma redução de, no máximo, 0,5%. Isso poderia resultar em uma taxa de 15,25%, a menor desde fevereiro de 2001.

SIGA-NOS NO Google News