Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Sábado, 18 de Setembro de 2021
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Assembléia discutiu distribuição de leite caipira

Assessoria - 04 de setembro de 2003 - 16:46

O deputado Paulo Corrêa presidiu ontem uma reunião na Assembléia Legislativa de Mato Grosso do Sul, no Plenário Julio Maia, às 16h, que discutiu a situação da distribuição do leite caipira no Estado e a instalação de um laticínio da Associação dos Vendedores de Leite Caipira da Capital.

Participaram da reunião, o Secretário de Produção e Turismo, José Antônio Felício, o Secretário Geral da Junta Comercial, Nivaldo Domingos da Rocha, o Presidente da Associação dos Vendedores de Leite de Campo Grande, Gaspar Martins, o assessor técnico da Organização das Cooperativas Brasileiras no Mato Grosso do Sul (OCB/MS), Adriano Trentin.

O assessor técnico da OCB/MS, Adriano Trentin falou sobre a criação de cooperativas e seus benefícios, destacando os pontos seus fortes como a solidariedade e ajuda mútua, a gestão democrática, integração e economia de escala.

Para o Secretário Geral da Junta Comercial, Nivaldo Domingos da Rocha, é preciso um trabalho integrado com a OCB/MS para dar suporte técnico para maior agilização no processo. “O objetivo da cooperativa é fortalecer a classe produtora e a extensão do mercado de laticínios”. O secretário falou ainda dos tramites legais para a abertura da cooperativa.

Segundo Regina Modesto, 1ª secretária da associação, a área para a construção do laticínio já foi doada pela Prefeitura Municipal de Campo Grande, localizada no Núcleo Industrial, saída para Aquidauana (BR-262), agora falta a construção e os equipamentos. A Associação apresentou na reunião um projeto, que foi desenvolvido pelo engenheiro civil Eduardo Francisco.

De acordo com o deputado Paulo Corrêa, o objetivo inicial é fazer somente a pasteurização e envasamento. “Estamos tentando terminar um processo que começou com a CPI do leite. Serão 400 associados produzindo 40 mil litros de leite por dia”. O investimento para a construção do laticínio é de R$400 mil.

Corrêa informou que, em conversa por telefone com o deputado federal João Grandão, foi firmada a liberação de quatro resfriadores, proveniente de emenda ao orçamento do deputado federal.

SIGA-NOS NO Google News