Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Sexta, 19 de Agosto de 2022
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Após crise, avicultura de MS aumenta número de abates

Humberto Marques / Campo Grande News - 14 de junho de 2006 - 16:45

Depois de um abril de crise no setor, a avicultura de Mato Grosso do Sul voltou a registrar crescimento na produção de frango. Atingidas pela gripe aviária na Europa e na Ásia (principais mercados da carne de frango sul-mato-grossense), as granjas passaram a comercializar menos frangos, e frigoríficos como a Avipal, Frangovit, Frangosul e Seara decretarem férias coletivas para seus funcionários até que os estoques foram escoados. Agora, os números supõem uma recuperação nesse ramo do agronegócio.

Embora os totais absolutos estejam distantes do mês de março – quando as granjas e frigoríficos do Estado produziram mais de 11 milhões de animais, ou 24,9 mil toneladas – maio teve uma boa recuperação, quando comparado com o abril. No mês passado, a avicultura foi responsável pela produção de 7.418.991 animais, que totalizaram 17.399.497 quilos de carne de frango. Em abril, os totais foram, respectivamente, de 5.104.377 animais e 11.760.295 kg. A média de peso nesses dois meses manteve-se praticamente estável: os animais tinham, em média, 2,304 kg em abril e 2,345 kg em maio. Em todo o ano, o Estado já abateu 43,9 milhões de frangos, totalizando 99,9 mil toneladas de carne.

Suínos – A suinocultura teve, também, uma boa evolução entre os meses de abril e maio. No quarto mês do ano, as granjas e frigoríficos processaram 4.475.053 kg de carne, produzidas a partir de 46.693 animais. No mês passado, a produção chegou a 5.671.706 kg de carne (a maior produção do ano), com o abate de 57.650 suínos. O peso médio atingido pelos animais em maio também foi o melhor índice de 2006, chegando a 98,382 kg.

Nos cinco primeiros meses deste ano, a suinocultura estadual foi responsável pela produção de 25.899.194 kg de carne, a partir de 269,6 mil animais. A média de peso foi de 96,045 kg por suíno.

SIGA-NOS NO Google News