Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Quarta, 22 de Setembro de 2021
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Acusados de assalto a banco morrem em troca de tiros

Hora da Notícia, de Costa Rica - 01 de março de 2009 - 21:37

Foram mortos dois homens acusados de participarem do assalto a agência do Banco do Brasil de Alto Taquari /MT, no último dia 17 de fevereiro. Na madrugada deste domingo (01) houve troca de tiros na região do Morro Vermelho, distante cerca de 60 km da cidade de Mineiros/GO.

Segundo informações os marginais estavam cercados na mata e na troca de tiros dois deles foram alvejados, foram levados para o Hospital de Mineiros/GO, onde chegaram sem vida. Os corpos ainda estão no necrotério do Hospital. Os nomes não foram divulgados.

Ontem (28) o capitão Marcos Paulo, da CIGCOE (Companhia Independente de Gerenciamento de Crises e Operações Especiais) disse ao Hora da Notícia que a polícia de Mato Grosso havia visto dois bandidos entrando na mata na quinta-feira (27).

Os marginais foram interceptados na região do Bolicho Seco, no município de Costa Rica no dia 20 de fevereiro. Nesses quase dez dias os marginais estão sendo perseguidos pela policias dos Estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás.

Presos:

Claudio Petronio da Silva, 28 anos, preso no dia 23, acusado de tentar resgatar integrantes do bando que estavam escondidos na mata foi preso na Rodovia MS 306, na região conhecida como Baús, quando trafegava com o veículo Montana de cor vermelha placas DNI 0454 de Aparecida de Goiânia/GO.

Marcos Aurélio Macedo de Brito, 31 anos, preso no dia 24, acusado de dar apoio aos integrantes da quadrilha que se encontravam escondidos na mata. Ele dirigia um veículo Corsa, placa AGI 6832, nas proximidades do trevo que liga Mineiros/GO à Costa Rica/MS.

O terceiro elemento, Nelson Bento Santos, 52 anos, não foi apresentado, pois está hospitalizado na Santa Casa de Campo Grande. Ele foi preso no dia 23 de fevereiro na região do “Bolicho Seco”, em uma fazenda onde foi solicitar apoio por estar debilitado e com um corte na perna.

Os três estão presos na sede do GARRAS em Campo Grande.

Notícia do site Hora da Notícia

SIGA-NOS NO Google News