Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Segunda, 25 de Outubro de 2021
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

A sétima etapa do Brasileiro de Motovelocidade

CBM - 09 de outubro de 2003 - 07:58

O Campeonato Brasileiro de Motovelocidade entra na fase decisiva com a disputa da sétima etapa, dias 11 e 12 de outubro, no Autódromo Internacional de Pinhais, região metropolitana de Curitiba (PR). Por enquanto, apenas a categoria 125 Junior está definida. Nas demais, 125 4T, 250cc, 500 e Supersport, os títulos podem ser decididos a partir das corridas no Paraná.

Na 125 4 Tempos, desde da primeira etapa a categoria tem apresentado excelentes disputas. O “veterano” João Nivaldo Girão venceu três vezes e aparece na liderança, com 114 pontos, dois acima do brasiliense Alexandre Louza Peres, com 112. Para Girão, que compete há mais de 20 anos, esta é a oportunidade de conquistar seu primeiro título. “Preciso de uma vitória para chegar mais próximo do meu maior sonho”, revela o piloto.

Já Alexandre Louza pretende frustrar o sonho de Girão. “Sei que ele é um piloto experiente e conhece muito de pilotagem, mas o nível está equilibrado e tenho certeza que também posso lutar por este título”, conclui o piloto. Na terceira posição aparece Willian Pontes, atual campeão da categoria, com 105 pontos. O paranaense Fabio Peason é o quinto colocado, com 73 pontos.

Empatados – Criada a partir da segunda etapa, o público paranaense terá a oportunidade de acompanhar a acirrada briga da 250cc. Nesta categoria três pilotos da região centro-oeste têm chances de ser o campeão. A liderança é do brasiliense Luiz Gustavo de Mendonça, que após vencer duas vezes soma 86 pontos. A segunda colocação está dividida entre o goiano Frederico Inácio e o brasiliense Lázaro Junior, empatados em 61 pontos.

O goiano Edson Morales começou a temporada 2003 com vitória em Curitiba, mas sua campanha rumo ao título foi interrompida pelo atual campeão da categoria, o paulista Paulo Santos após duas vitórias. Porém, na última etapa Morales voltou a ocupar o primeiro lugar na classificação geral, somando 107 pontos. “De volta a Curitiba, quero repetir o mesmo resultado da primeira etapa. Sei que trata-se de uma missão difícil, mas não impossível”, comenta o piloto, que soma apenas cinco pontos de vantagem em relação paulista Leandro Panades, segundo colocado, 102.

Pensamento positivo – Ser campeão numa categoria já é difícil, imagine lutar pelo bicampeonato. Para o paulista Gilson Scudeler esta batalha tem sido árdua e penosa. Sobretudo considerando os problemas enfrentados pelo piloto. Na primeira etapa teve problemas mecânicos, na quinta faltou combustível e na sexta etapa um pneu murcho comprometeu seriamente o trabalho do piloto.

Graças a três vitórias, Gilson alimenta esperanças de conquistar o título da categoria Supersport. “Acredito que minha cota de azar esteja esgotada! Espero apenas bons resultados desta etapa”, diz Gilson.

Já para César Barros, que lidera a categoria com 123 pontos, a principal meta é manter a vantagem obtida na última etapa. “Terei muito trabalho nesta etapa. Além do Gilson, outros adversários como Wesley Gutierrez e Adilson Cajuru, já prometeram uma perseguição acirrada”, explica.

Na Supersport B a primeira colocação é do paulista Marcelo Mistrorigo, com 118 pontos, seguido pelo conterrâneo Pierre Chofard, com 104.

Confira a classificação do Campeonato após seis etapas:

125cc
João Nivaldo Girão (Cms/Xbrazil/Mantua/Mobil) – SP - 114 Pontos
Alexandre Louza Peres (Podium/Riffel/Sarachu/Bmr) - DF - 112
Willian Pontes Andrade (Satélite Motos/Pamonha Pura/Careli/Per) - DF - 105
Lazaro Junior (Satélite Motos/F.Fernandes) – DF - 77
Fabio Peason (Motopark/Anestevel/Auto Posto Maçarico) – PR - 73

125 Júnior
Gilson Romani Pessoa Filho (Brasília Motor Racing/Riffel/Podium) – DF - 140 pontos
Felipe Garcia Oliveira Silva (Canopus/Riffel/Sarachu/Mbr) - DF - 103
Philippe Braga Thiriet (Vaz/Motul/Motocity/Pirelli/Team Scud) - MG - 90
Luiz Carlos Pinto Da Silva Neto (Moto Classe Honda) - RJ - 82
Felipe Del Bosco Tardim (Riffel/Brasília Motor Racing) - DF - 53

250cc
Luiz Gustavo Soares De Menonça (Vmann/Motul) - DF - 86 pontos
Frederico Inácio De Almeida (Reis Peças/Moto Aires) - GO - 61
Lazaro Junior (Satélite Motos/F.Fernandes) - DF - 61
Bruno Caldas (Centermotos/Tanalot) - SP - 52
Rafael Paschoalin (Sv Labs/Revista Motociclismo) - SP - 49

500cc
Edson Morales (Motolimogi/Motor Jet) - GO - 107 pontos
Leandro Panades (Panades Racing Team) - SP - 102
Paulo Santos (Vaz/Andorra/Kawazaki/Castrol/Pirelli) - SP - 83
Alecsandre Brieda De Grandi (Levorin/Moto Remaza/Bieffe/Riffel) – PA - 66
Milton Nicola Adjib Junior (Nau capacetes ) - SP - 58

Supersport
Cesar Barros (Vaz Racing) - SP - 123 pontos
Gilson Scudeler (Vaz/Kawasaki/Castrol/Pirelli/Andorra) - SP - 101
Adilson Zaccari Magalhães (Honda/Mobil/Matsuo/Pirelli) - SP - 97
Hilaire Damiron (Full Power/Motul/Duas Rodas) - SP - 64
Wesley Bertoni Gutierrez (Alemao Rodas/Michelin) - PR - 64

Supersport B
Marcelo Mistrorigo (Netcompany/Spiga Racing/Motos Racing) - SP - 118 pontos
Pierre Chofard (Alemao Rodas/Clube Da Moto) - SP - 104
Rodrigo Rossi (Spiga Racing) - SP - 88
Jadson Pina Laurett (Street Racer/Bitway) - ES - 50
Dennis Iacono Garone (Spidi/Osram) - SP - 49

Serviço:

Dia das Crianças – Em comemoração ao Dia da Criança, a garotada até 14 anos de idade, que for assistir as provas da 7ª etapa do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade no próximo dia 12, terão entrada franca. Para os maiores, o ingresso custa R$ 5,00 e estará à venda nas bilheterias do Autódromo a partir do dia 1ª de Outubro, das 9h às 17h. – Rua Irai, 16 – Pinhais – tel (41) 667 3636.

O Autódromo conta ainda com estacionamento para 1.800 veículos e custará R$ 5,00 o período por tempo indeterminado.

Programação

Horários


Secretaria de Prova:
Sexta feira: Das 10h às 18h
Sábado: Das 8h00 às 9h
Vistoria Técnica:
Sexta-feira – Das 10h às 18h
Sábado – 8h00 às 09h

Sábado

Treinos livres
Das 9h10 às 13h10
Treinos cronometrados
Das 14h às 16h30

Domingo

Warm Up
Das 9h às 10h30

Horários das corridas

250cc: 11h30 – 13 voltas
125cc: 12h45 – 12 voltas
500cc: 14h00 – 16 voltas
SSp: 15h15 – 20 voltas

Site oficial CBM: www.cbm.esp.br

O Campeonato Brasileiro de Motovelocidade tem patrocínio da Honda, Mobil. Co-patrocínio da Riffel, Pirelli e Ladro.



Ricardo Ribeiro/Idário Araújo
VipComm Assessoria de Imprensa
CBM - Confederação Brasileira de Motociclismo

SIGA-NOS NO Google News