Cassilândia, Terça-feira, 19 de Setembro de 2017

Últimas Notícias

11/09/2017 11:30

Yiwu, a cidade que abastece o mundo com os produtos chineses

Agência Brasil

 

Centro Comercial Internacional. visitado por cerca de 500 mil pessoas por anoAna Cristina Campos/Agência Brasil
A cidade de Yiwu não é destino turístico da maioria dos visitantes estrangeiros na China, mas é bastante conhecida entre os comerciantes de fora do país: é desse município na província de Zhejiang, na Costa Sudeste, que saem muitos dos produtos made in China (feitos na China) que abastecem as lojas de comércio popular de todo o mundo.

Preços baixos e 1,8 milhão de diferentes tipos de produtos atraem os comerciantes. São cinco megacentros de compras com uma área total de 5,5 milhões de metros quadrados e 75 mil lojas, por onde circulam diariamente 200 mil pessoas. Cerca de 500 mil estrangeiros visitam por ano o Centro Comercial Internacional de Yiwu de onde são exportados 66% dos itens de decoração natalina vendidos no mundo, segundo a administração do complexo de lojas.

Considerado o maior mercado atacadista de pequenas commodities do mundo pela Organização das Nações Unidas e pelo Banco Mundial, o centro comercial exporta 65% dos produtos vendidos ali. Pode-se encontrar de tudo: brinquedos, enfeites, itens para casa, roupas, sapatos, acessórios, eletroeletrônicos. Apesar de a prioridade ser o atacado, é possível comprar a varejo também.

América Latina

Segundo o governo municipal, no primeiro semestre deste ano, o volume total de importações e exportações alcançou 113,58 bilhões de iuanes (cerca de R$ 56 bilhões), um aumento de 14% em relação ao mesmo período do ano passado. As exportações para a América Latina atingiram 12,74 bilhões de iuanes (R$ 6 bilhões), um incremento de 25,6%, principalmente por causa da venda de brinquedos.

De acordo com o vice-diretor do Departamento de Assuntos Exteriores de Yiwu, Wang Liegang, o governo criou um grande centro logístico para facilitar as exportações e importações.

Do Brasil, são importados carne bovina, pedras ornamentais e cristais, e do Chile, vinho e frutas. Mas há interesse em aumentar as importações da América Latina, diz Liegang. Os produtos importados são revendidos para outras regiões da China.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 19 de Setembro de 2017
10:00
Receita do dia
Segunda, 18 de Setembro de 2017
22:10
Loteria
Domingo, 17 de Setembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)