Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

19/04/2004 09:42

Votação de MPs que trancam pauta depende de negociações

Agência Senado

A votação de quatro medidas provisórias (MPs) que estão trancando a pauta de votações do Plenário do Senado dependerá de negociações entre os líderes partidários, inclusive sobre as reivindicações do PMDB, maior partido do Senado e aliado do governo. Sem o apoio do PMDB, dificilmente o governo tentará votar alguma medida provisória, sob o risco de vê-la rejeitada pelos senadores.

O Plenário nada votou desde a última quarta-feira (14), exatamente por falta de acordo partidário. Na noite de quinta-feira (15), o presidente Luiz Inácio Lula recebeu no Palácio da Alvorada, à noite, líderes do PMDB, quando o partido insistiu em ter maior participação no governo, conforme afirmação do líder peemedebista no Senado, Renan Calheiros (AL), após o encontro.

Das quatro MPs que trancam a pauta do Senado, a primeira da lista autoriza o governo a contratar 2.793 pessoas para cargos comissionados (de livre nomeação dos ministros). O relator-revisor da MP 163/04, senador Delcidio Amaral (PT-MS), já pediu adiamento da votação por três vezes, sob o argumento de que precisa de mais tempo para discutir uma das emendas das oposições.

Até esta sexta-feira (16), 99 matérias já estavam prontas para votação em Plenário, assim que a pauta for desbloqueada. São oito propostas de emendas à Constituição (PECs), 18 projetos de lei, 23 projetos de decreto legislativo, seis indicações de embaixadores e dezenas de requerimentos. Um dos requerimentos pede urgência para votação do decreto legislativo sobre a convocação de um plebiscito para que os eleitores digam se concordam em proibir a venda de armas de fogo no país.

Além da MP que trata da contratação de 2.793 comissionados, destaca-se entre as medidas provisórias que trancam a pauta a de número 168/04, que proíbe no Brasil o funcionamento de casas de bingo ou de exploração de máquinas caça-níqueis.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)