Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

20/09/2017 11:30

Volkswagen é condenada a pagar R$ 1 bi a donos de Amarok

Midiamax

A Volkswagen foi condenada a pagar indenizações que somam 1,09 bilhão de reais a 17.057 proprietários da picape Amarok no Brasil. A penalidade refere-se à fraude no sistema de emissão de poluentes, conhecido como dieselgate.

Em decisão publicada nesta terça-feira, o juiz Alexandre Mesquita, da 1ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro, determinou que a montadora pague uma indenização de 64 mil reais a cada consumidor, sendo 54 mil reais pelos danos materiais causados pela instalação do software fraudulento e 10 mil reais pelos danos morais sofridos.

O juiz estipulou ainda que a Volkswagen pague uma indenização à sociedade brasileira de 1 milhão de a título de dano moral coletivo de caráter pedagógico e punitivo por conta da fraude coletiva causada no mercado de veículos.

Ele também condenou a montadora a “prestar informações claras, seguras e completas sobre todas as características dos veículos Amarok, de todos os anos de fabricação, comprovando, pormenorizadamente, através de documentação técnica hábil, quais os modelos que estão equipados com o dispositivo manipulador e quais não estão, a fim de que sejam submetidos à perícia, não se prestando a tal fim superficiais informações e chamadas para ´recall´ sem maiores explicações”.

A decisão de primeira instância foi tomada na ação civil pública ajuizada pela Associação Brasileira de Defesa do Consumidor e Trabalhador (Abradecont).

Na ação, a entidade acusou a Volkswagen de “consciente e intencionalmente, enganar o púbico consumidor, colocando no mercado automóveis equipados com dispositivos que disfarçavam o real nível de emissão de poluentes na atmosfera, quando submetidos a testes, para apresentá-los ao mercado como veículos ecologicamente sustentáveis, que cumpriam os padrões de exigência requeridos pelos órgãos ambientais sem perda da eficiência e desempenho”.

Outro lado

Em nota, a Volkswagen do Brasil informa que vai recorrer desta decisão judicial, que considera incorreta.

“Em junho de 2017, a Volkswagen já recorreu da decisão do Ibama referente ao tema, uma vez que medidas técnicas provaram que o software não altera os níveis de emissão da Amarok comercializada no mercado brasileiro. Portanto, os carros envolvidos atendem a legislação brasileira mesmo antes dos referidos softwares serem removidos destes carros”, diz.

Segundo a empresa, os proprietários da Amarok foram convocados para substituir o software da unidade de comando eletrônico do motor. O recall teve início no dia 3 de maio de 2017 e envolve 17.057 veículos.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)