Cassilândia, Domingo, 16 de Dezembro de 2018

Últimas Notícias

24/04/2011 15:33

Vôlei: Festa paulista no Mineirinho

CBV

BELO HORIZONTE, 24/04/2011 – Em pleno DOMINGO (24.04) de Páscoa, o Sesi-SP calou o ginásio do Mineirinho, lotado, e ganhou o primeiro título da Superliga Masculina. Murilo e Escadinha também debutaram com a vitória, assim como o treinador da equipe paulista, Giovane Gavio, que se tornou o primeiro brasileiro campeão da competição como técnico e jogador. Os paulistas venceram o Sada Cruzeiro (MG) por 3 sets a 1 (25/19, 19/25, 27/25 e 25/17), em 1h58 de jogo, em Belo Horizonte (MG).

Na decisão recheada de craques brilhou a estrela do maior pontuador dessa edição da competição. O oposto Wallace, do Sesi-SP, saiu de quadra consagrado com 27 pontos na final – 26 de ataque e um de saque. O companheiro de Wallace, o ponta Murilo foi eleito o melhor atleta da partida e ganhou o troféu VivaVôlei.

Após a vitória, o técnico Giovane lembrou que a mescla da força do grupo com os talentos individuais foram o segredo do Sesi-SP para calar o Mineirinho, lotado de cruzeirenses. “Tivemos que ter paciência durante o jogo. Eles sacaram muito bem no segundo set. Em seguida, voltamos a encaixar o nosso jogo. Prevaleceu a força do nosso grupo e o talento individuais de nossos jogadores”, analisou Giovane.

Do lado mineiro, o argentino Marcelo Mendez lamentou que o Sada Cruzeiro não apresentou na partida decisiva a mesma regularidade de toda a competição. “Começamos o jogo de igual para igual. No primeiro set, foi a vez do Sesi. No segundo, a nossa. Mas, no terceiro set, o Sesi acabou ganhando em pequenos detalhes. A vitória ajudou a equipe adversária no quarto set. Eles abriram uma vantagem muito boa, o que garantiu o título desta Superliga para eles. Apesar da derrota, tivemos uma campanha regular durante esta Superliga”

O jogo

O maior pontuador da Superliga Masculina, Wallace do Sesi-SP, foi o responsável pelo primeiro ponto da final. A partida começou equilibrada com as equipes forçando o saque. Em um ponto de contra-ataque do central Sidão, os paulistas abriram dois pontos: 12/10. O Sada Cruzeiro assumiu a liderança (18/17), mas em um ace do oposto Wallace, o Sesi-SP retomou novamente o comando do placar (20/18). Com boas defesas do líbero Escadinha, os paulistas fecharam o primeiro set em 25/19. Wallace, do Sesi-SP, foi o destaque da primeira parcial com 10 pontos.

O Sada Cruzeiro voltou com mais volume de jogo para o segundo set e abriu uma vantagem de quatro pontos (8/4) no primeiro tempo técnico. Com bons bloqueios, os mineiros aumentam a vantagem para seis pontos (16/10). Numa boa sequência de saques do central Sidão, do Sesi-SP, a diferença no placar caiu para três pontos (18/15). Mas o segundo set era dos cruzeirenses, que, para o delírio da torcida mineira, devolveram o placar da primeira parcial, ao vencerem por 25/19. O conjunto do Sada Cruzeiro funcionou na parcial: Douglas Cordeiro, Wallace e Filipe marcaram quatro pontos cada um.

O Sesi-SP voltou melhor para o terceiro set. Antes da primeira parada técnica, já tinha a liderança com dois pontos de vantagem (6/4). O set seguiu equilibrado até o final com os times se alternando no comando do placar. No final do set, os paulistas abriram dois pontos (23/21), mas, em um bom bloqueio sobre o ponta Murilo, o Sada Cruzeiro empatou a parcial: 23/23. O jogo seguiu indefinido até que, em um ponto de bloqueio do Sesi-SP, os paulistas fecharam em 27/25. O oposto Wallace, do Sesi-SP, teve, mais uma vez, uma atuação destacada, com oito acertos.

O quarto set foi dominado pela equipe paulista do começo ao fim. O Sada Cruzeiro, mesmo apoiado pela torcida, não conseguiu reagir e viu o Sesi-SP fechar a parcial em 25/17, e o jogo por 3 sets a 1. Durante o set, o ponteiro Thiago Alves deixou a quadra com câimbras e deu lugar a Japa. Mesmo perdendo um de seus principais jogadores, a festa foi paulista. Depois de cinco temporadas, um time de São Paulo voltou a ganhar um título da Superliga. E o Mineirinho mudou de cor. Saiu o azul e entrou o vermelho, para coroar o novo campeão brasileiro.

EQUIPES

SADA CRUZEIRO – William, Wallace, Filipe, Léo Mineiro, Acácio e Douglas Cordeiro. Líbero – Serginho

Entraram – Ceola, Samuel e Renato Felizardo

Técnico – Marcelo Mendez

SESI-SP – Sandro, Wallace, Murilo, Thiago Alves, Vini e Sidão. Líbero – Serginho

Entraram – Leo, Jotinha, Japa e Everton

Técnico – Giovane Gávio

NÚMEROS DA PARTIDA

SESI-SP

Ataque – 64

Bloqueio – 15

Saque – 2

Erros do adversário – 15

SADA CRUZEIRO

Ataque – 48

Bloqueio - 11

Saque - 2

Erros do adversário – 25

Mais informações,
Assessoria de Imprensa - CBV

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 16 de Dezembro de 2018
10:00
Receita do dia
06:50
Dia de Sorte
Sábado, 15 de Dezembro de 2018
16:38
Cassilândia
10:00
Receita do dia
Sexta, 14 de Dezembro de 2018
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)