Cassilândia, Segunda-feira, 21 de Agosto de 2017

Últimas Notícias

08/10/2013 15:36

Vizinho é suspeito de estuprar criança e mulher é alvo de amigo do marido

Campo Grande News

A Polícia Civil de Campo Grande investiga estupro de uma menina de 4 anos e de uma mulher, de 22. O primeiro caso aconteceu por volta das 20h25 de segunda-feira (7), no Bairro Guanandi, e o crime contra a jovem teria ocorrido na madrugada desta terça-feira (8), no Loteamento Rancho Alegre, após uma festa. A vítima acusou o amigo de seu marido de cometer o ato.

O primeiro caso foi denunciado pela mãe, após a filha de 4 anos reclamar de dores no órgão genital. O crime, segundo relato à Polícia Civil, ocorreu enquanto a criança brincava na casa dos fundos da vila. Na ocasião, o vizinho colocou o colchão no chão da sala e deitou-se do lado da menina, passou a mão em seu corpo e colocou o dedo no órgão genital.

Enquanto ele abusava da filha, a mãe não estava em casa e, ao chegar, desconfiou do ato, após sentir “um cheiro forte” nas roupas da criança. A suspeita aumentou depois de a menina reclamar de dores. Na mesma hora, ela foi questionar o vizinho, que confessou o crime.

Por meio do telefone 190, a mãe acionou a polícia e relatou o fato à Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Bairro Piratininga. O caso foi encaminhado para investigação da Depca (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente) e o suspeito foi conduzido, nesta terça-feira, ao Presídio de Segurança Máxima e responderá pelo crime de “estupro de vulnerável”.

Na festa – No outro caso, a história começou por volta das 16h de ontem, quando uma amiga da jovem de 22 anos a convidou para uma festa. À noite, as duas foram ao Loteamento Rancho Alegre e se encontraram com outra mulher e mais três homens.

Os seis permaneceram na casa, consumindo bebida alcoólica e ouvindo música até por volta das 3h30. Depois, restaram apenas a vítima e o dono da casa, amigo de seu marido, que, na ocasião, estava viajando a trabalho.

Segundo relato à Polícia Civil, a jovem declarou chamar um mototáxi para ir embora, quando o homem a impediu e a arrastou pelas vestes até o quarto. No local, ele teria dominado a mulher, arrancado suas roupas e consumido o estupro sem o uso de preservativo.

Finalizado o ato, o homem ainda teria dito, “agora que você está cheia pode ir embora”. Ainda à polícia, ela disse ter pensado que poderia confiar no suspeito “por ser amigo de seu marido”. O caso foi encaminhado à Deam (Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher) e foram solicitados pedidos de exame de conjunção carnal e ato libidinoso diverso da conjunção carnal à criança e à jovem.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 21 de Agosto de 2017
Domingo, 20 de Agosto de 2017
10:00
Receita do dia
09:50
Três Lagoas
Sábado, 19 de Agosto de 2017
20:38
Para o fim de semana
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)