Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

17/09/2004 08:28

Visita do premiê japonês anima festa do centenário

Liésio Pereira/ABr

As comemorações pelo centenário da imigração japonesa ao Brasil, em 2008, ganham uma dimensão maior com a vinda do primeiro-ministro japonês, Junichiro Koizumi. Em São Paulo, foi constituída a Associação para Comemoração do Centenário da Imigração Japonesa para tratar dos preparativos. O presidente da Associação, Kokei Uehara, e o coordenador-geral das comissões, General Akira Obara, acompanham o premiê japonês, que está em visita oficial ao país.

A festa promete marcar época, uma vez que o país abriga a maior comunidade japonesa fora do Japão: 1,5 milhões de descendentes, sendo 80% no Estado de São Paulo e a maioria (326 mil), na Capital, segundo dados do Centro de Estudos Nipo-Brasileiros, de 1988. O bairro da Liberdade, uma das atrações turísticas da cidade, representa a importância da presença japonesa.

“O bairro da Liberdade foi escolhido como um local de concentração de japoneses – e isso já antes da guerra – porque estava muito próximo ao centro de São Paulo, pertinho da Praça da Sé. Era um lugar, então, que poderia oferecer mais oportunidades de emprego, de algum tipo de colocação para essas famílias que vinham do interior. Outra característica importante do bairro da Liberdade é que os imóveis eram muito baratos. Havia uma série de casas com porões para essas famílias, que tinham poucas posses", explicou a antropóloga e coordenadora acadêmica do Museu da Imigração Japonesa, Célia Sakurai, às vésperas das comemorações dos 450 anos de São Paulo, em janeiro último.

Segundo ela, o bairro foi todo ocupado, paulatinamente, por essas famílias que tinham pouco dinheiro para manter um imóvel, mas garantiam a oportunidade de estar perto do centro da cidade, para buscar algum tipo de ocupação para sobreviver.

Um dos eventos mais importantes da comunidade japonesa em São Paulo, o Festival do Japão, ajuda a dimensionar o que será a festa de comemoração do centenário da imigração. Em sua sétima edição, em julho último, o evento reuniu mais de 450 mil pessoas em três dias, contra 350 mil no ano passado. Na primeira edição, o evento reuniu um público de 120 mil pessoas. O festival é promovido pela Federação das Associações de Províncias do Japão no Brasil (Kenren), que representa 45 das 47 províncias japonesas. O objetivo é preservar e divulgar a cultura da nação mãe.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)