Cassilândia, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

23/03/2010 08:57

Virose se confunde com dengue e assusta moradores

Perfil News

Na última sexta-feira (19), em Três Lagoas (MS), a auxiliar administrativo, R. R., de 23 anos, procurou o Pronto Atendimento Básico (PAB), se queixando de dores no corpo, febre, dor de cabeça, mal estar e ânsia de vômito. Devido aos sintomas da dengue, a moça precisa de um atestado para não perder o dia de trabalho e as orientações para tratar a doença.

Depois de esperar por quase duas horas para ser atendida, a jovem, já cansada e com dores, perguntou a uma enfermeira se iria demorar para o médico lhe atender. “Ela disse que tinha muitas pessoas na minha frente e perguntou o que eu estava sentindo. Eu expliquei os sintomas e ela disse que tinha muitas pessoas confundindo os sintomas de uma virose com a dengue e que eu deveria esperar no mínimo três dias para ver se os sintomas iriam persistir, porque aí sim, seria dengue”.

Após a conversa, a jovem resolveu voltar para sua casa, onde tomou apenas “tilenol”, medicamento indicado para tratar a dengue. Sem o atestado e correndo o risco de perder o emprego, a jovem teve uma conversa com seu patrão que compreendeu estado de saúde da moça e dispensou a necessidade de apresentar o atestado.


FALTA DE ATESTADO

Já que os médicos não realizam o diagnóstico preciso da dengue para entregar um atestado, na semana passada, a estagiária de jornalismo Michelle Barboza, de 28 anos, apresentou os mesmos sintomas e também foi ao PAB para procurar atendimento.

A estagiária conta que passou pela mesma situação já descrita, mas, com uma pequena diferença, ela conhecia um dos plantonistas, e conseguiu ser consultada além de receber um atestado, que salvou o seu emprego.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)