Cassilândia, Quarta-feira, 28 de Junho de 2017

Últimas Notícias

22/03/2005 11:02

Vigilância vai cadastrar entrada de cana-de-açúcar em MS

Fernanda Mathias/Campo Grande News

Sob coordenação da vigilância sanitária estadual, as vigilâncias municipais devem fazer trabalho de orientação junto aos garapeiros e monitorar a entrada de cana-de-açúcar nas cidades e em Mato Grosso do Sul. A comunicação para que as estruturas municipais se mobilizem está sendo feita hoje, segundo o coordenador estadual de Vigilância Santiária, Márcio Toledo.
A ação é motivada pelo casos de contaminação e morte de pessoas por doença de chagas em Santa Catarina, após consumirem caldo de cana. A questão, segundo Toledo, é inusitada e reflete mudanças no ecossistema.
O habitat natural do mosquito transmissor da doença, o barbeiro, são casas de palhoça e pau a pique, mas com o desmatamento, por questão de sobrevivência, esses insetos buscam outras alternativas, como é o caso dos canaviais.
A princípio não há previsão de proibição de venda de garapa em Mato Grosso do Sul. O que deve ser feito é uma campanha de orientação, atentando esses comerciantes para condições higiênicas e sanitárias de produção, tomando cuidado para que a matéria-prima não seja esmagada com o inseto ou mesmo resquícios de fezes de animais. Também será feito mapeamento sobre a procedência da cana-de-açúcar, o que Toledo não acredita ser difícil considerando que o número de fornecedores é mais concentrado que o de vendedores.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 27 de Junho de 2017
Segunda, 26 de Junho de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)