Cassilândia, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

23/03/2006 12:07

Verticalização deve reduzir número de coligações

As principais lideranças na Assembléia Legislativa receberam com naturalidade a manutenção da verticalização pelo Supremo Tribunal Federal (STF). PMDB e PSDB estão preparados para lançar chapa pura para disputar as 24 vagas de deputados estaduais e oito de federais. Partidos não devem lançar candidato próprio à Presidência da República nem se coligar nacionalmente para liberar os diretórios regionais.

O presidente da Assembléia, Londres Machado (PL), afirmou que a verticalização é fato relevante e será discutida em abril pela direção nacional da sigla. No entanto, destacou que a tendência é não fazer aliança nacional para deixar os direções estaduais livres para se coligar de acordo com as suas próprias peculiaridades. Em Mato Grosso do Sul, os membros do PL serão chamados para discutir se vão se coligar com o PT (Delcídio Amaral) ou PMDB (André Puccinelli). A primeira reunião será o encontro de vereadores em Dourados. "A decisão não vai ficar sobre os meus ombros", destacou Londres.

O líder do PDT, Onevan de Matos, afirmou que a verticalização não muda nada, porque o partido já conta com chapa própria e pura para disputar os cargos proporcionais. Ele disse que a tendência também é não se coligar em nível nacional para liberar os diretórios regionais.

O vice-líder do Bloco da Integração, Akira Otsubo (PMDB), afirmou que o seu partido não será afetado pela verticalização. O PMDB dispõe de nomes para preencher as chapas proporcionais sem se aliar com outras legendas. Ele ressaltou que não será permitido apenas oficializar a aliança com o PSDB, PFL e PPS, mas que isso será feito informalmente. "Não vamos perder o nosso principal aliado", disse Akira, destacando a coligação com os tucanos.

Outro vice-líder do bloco, deputado Waldir Neves (PSDB), afirmou que a verticalização dificulta a formalização da aliança com o PMDB, mas não atrapalha os planos dos quatro partidos. Ele disse que os tucanos dispõe de nomes para preencher as chapas nas proporcionais. Destacou ainda que a direção nacional vem pressionando para que o partido lance candidato próprio ao Governo do Estado, mas que convencerá a direção nacional, em reunião na próxima semana, da importância da aliança com o PMDB em MS.

Para o líder do PT, Pedro Teruel, todos os partidos foram beneficiados com a verticalização, porque ganham um caráter nacional. "Prevaleceu o bom senso", destacou Teruel, sobre a manutenção da verticalização. Ele defendeu a derrubada da PEC que acaba com as alianças nacionais a partir de 2010.




Agência de Notícias do Legislativo - ANL
Edivaldo Bitencourt

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)