Cassilândia, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

03/01/2014 15:35

Versão oficial da Polícia sobre o homem baleado na manhã de ontem em Cassilândia

Bruna Girotto

Rodrigo da Silva Dias, 27 anos, foi baleado no final da manhã de ontem (03) na rua Joaquim Balduíno de Souza, Centro, em Cassilândia (MS).

Segundo informou o cabo Magalhães ao programa Rotativa no Ar, da Rádio Patriarca, o suspeito "perturbava o trabalho e sossego das pessoas". A região onde aconteceu o incidente tem comércio e residência nas proximidades. A PM recebeu várias ligações sobre a situação do som alto.

"Quando a Polícia chegou ao local, começou a receber ameaças deste cidadão, que também desacatou a autoridade policial que solicitou a ele para que abaixasse o volume. Ele se negou. Depois solicitou para que ele acompanhasse até a delegacia e que o som dele seria apreendido. Diante da negativa, ele se apossou de uma faca, de aproximadamente 15 cm de lâmina, de cabo branco, e começou a desferir palavras de baixo calão e ameaçar a guarnição toda", disse o cabo.

Segundo o PM, o suspeito resistiu a prisão e foi para cima da guarnição com a faca, com o intuito de agredir. "A guarnição deu o aviso para que ele parasse, mas diante do avanço, infelizmente os policiais tiveram de contê-lo com tiro. Ele foi socorrido de imediato, levado para Santa Casa. O material do ilícito foi apreendido e encaminhado à delegacia".

O cabo informou que sua saúde está melhor, inclusive recebendo visita, mas o quadro dele ainda é complicado.

"É uma pessoa que se encontrava em extrema situação de violência. Ele estava muito agitado, e infelizmente teve de ser contido. O primeiro disparo foi com advertência. E mesmo com este disparo o suspeito continuou a agressão contra os policiais e na tentativa de esfaquear os componentes da guarnição", ressaltou.

Era uma ocorrência que não era para ter este desfecho, afirmou o policial.

O cabo Magalhães confirmou a informação de que a mulher do suspeito disse que ele teria consumido maconha antes do fato. Mas, segundo Magalhães, os testes toxicológicos seriam realizados posteriormente e até agora, não chegou esta confirmação. Mas, segundo o PM, Rodrigo se encontrava totalmente alterado.

E finalizou: O meu Direito vai até onde o seu começa. Eu não posso querer que as pessoas curtam o mesmo som que eu curto, gostem das mesmas músicas que eu gosto".  

Eu gostaria que a policia agisse tambem contra o som alto de casas noturnas em cassilandia.
 
Terence Groot em 04/01/2014 19:26:08
Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)