Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

04/09/2010 12:46

Vereadores citados em esquema são vaiados em posse

João Humberto, Campo Grande News

Os vereadores Gino Ferreira (DEM) e Dirceu Longhi (PT), dois dos únicos três parlamentares que não foram presos pela Operação Uragano, deflagrada nesta semana pela PF (Polícia Federal) em Dourados, foram vaiados em coro por todo o público presente na solenidade de posse do juiz interventor Eduardo Machado Rocha, no plenário da Câmara Municipal.

Apesar de não terem sido presos pela polícia, os parlamentares foram indiciados por integrar o esquema de fraude em licitações e pagamento de propina, tendo como principal algoz o prefeito afastado Ari Artuzi (PDT), que está preso numa das celas da 3ª Delegacia de Polícia Civil de Campo Grande.

Na sessão de posse de Eduardo também estão presentes os vereadores Délia Razuk (PMDB), que preside os trabalhos e Idenor Machado (DEM), que ocupa vaga na Casa de Leis no lugar de Paulo Henrique Bambu, atualmente licenciado e também envolvido no esquema de corrupção.

Citado durante a sessão solene de posse, o delegado da PF, Bráulio Galoni foi ovacionado por todos os presentes, assim como Eduardo Machado Rocha, ao ser empossado como prefeito interino de Dourados pela vereadora Délia Razuk.

Alguns secretários da administração de Artuzi também fizeram questão de acompanhar a solenidade, como Edmilson Morais (Educação), Maurício Peralta (Agricultura), Itaciana Santiago (Assistência Social) e Eleandro Passaia (de Governo). Este último foi o delator do esquema e, segundo informado por Eduardo Machado, permanecerá em sua equipe.

Em seu pronunciamento, Rocha adiantou que na segunda-feira (6) fará reunião na sede da prefeitura com todos os funcionários do Executivo, a fim de avaliar a situação de caos instalada no município. Por isso o expediente seguirá normalmente.

Dentre algumas medidas que serão adotadas pelo juiz durante seu mandato interino está a instalação de auditorias nas secretarias municipais para constatar possíveis irregularidades como em contratos. (Colaborou Sidnei Bronka, de Dourados).

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)