Cassilândia, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

26/09/2012 09:13

Vendaval abala quase 1 mil imóveis; Caarapó decreta emergência

Dourados Agora
Roberson só teve tempo de abrir a porta e sair de casa com a mulher; telhado voou longe Hedio FazanRoberson só teve tempo de abrir a porta e sair de casa com a mulher; telhado voou longe Hedio Fazan

Temporal na madrugada de ontem deixou rastro de estragos na cidade de Caarapó. O vento de 75km/h danificou residências, entre outros imóveis, de quase mil famílias. O prefeito Mateus Palma de Farias decretou estado de emergência.

O Douradosagora esteve em Caarapó, onde a maioria dos desabrigados foi para casas de parentes e aquelas que não tiveram grandes prejuízos receberam lonas da prefeitura para ajudar a cobrir o telhado levado pelo vendaval. Apesar do susto, ninguém ficou ferido.

Conforme noticiou ontem o Douradosagora, a forte chuva acompanhada de granizo e vendaval começou por volta da meia-noite e durou pouco mais de 20 minutos, o suficiente para arrancar árvores e destelhar casas e empresas. Moradores antigos da cidade disseram que nunca viram tantos estragos. “Nunca vi uma coisa dessa. Eu tomo remédio para dormir e fui acordada com o barulho das pedras de gelo. Eu e meu marido levantamos e não demorou cinco minutos e o vento levou todo o nosso telhado”, conta a aposentada Ana Nogueira, de 65 anos. Ela e o marido Ocidio Nogueira, de 75 anos, perderam tudo. “Olha aí, não sobrou quase nada. Tudo está inundado pela chuva”, relata Ocidio, ao mostrar a situação da casa à reportagem. As vigas do telhado da residência do casal foram arrancadas e arremessadas no quintal. Toda a mobília foi danificada.

Quem também passou pelo mesmo sufoco foi Roberson da Silva. Ele e a mulher Aniele moram aos fundos da casa de seu pai. “Foi tudo mundo rápido. O granizo destruiu o telhado de eternit, o forro desabou e a água invadiu os cômodos”, lembra Roberson, que só teve tempo de correr para fora da casa com a mulher. A estrutura do telhado foi parar a mais de 10 metros de distância. “Perdi praticamente tudo. Só consegui tirar a televisão e o restante dos eletrônicos no período da manhã. Como não voltei a liga-los na tomada, nem sei se funcionam, mas acredito que estragaram tudo”, disse ele.

O rastro de destruição atingiu toda a cidade de Caarapó, que tem quase 30 mil habitantes. As casas mais antigas e simples tiveram maior destruição. Nem mesmo alambrados de quadra esportiva resistiram, como foi o caso da poliesportiva na praça da Vila Planalto, que veio abaixo. Parte do muro da AABB, que sustenta a grade do campo de futebol, também foi destruído e parte da fachada da Associação Frei Eucário, “o asilo dos velhos” não resistiu a forte ventania.

SUSTO
O vendaval assustou a população, que no período da manhã contabilizou os prejuízos. O encarregado de obras Adenor Benites tomou um susto quando chegou em seu trabalho, uma empresa de tintas, no centro da cidade. Em fase de ampliação, a cobertura de estrutura metálica veio abaixo e interditou a rua.

A parte superior do prédio, em fase de acabamento, foi totalmente danificado. “Já tínhamos terminado a massa corrida das paredes e agora foi tudo destruído”, disse Adenor, que estima prejuízo de pelo menos R$ 40 mil. O prejuízo total na cidade ainda não é certo, mas a estimativa gira em torno de R$ 500 mil.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)