Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

23/09/2015 08:01

Vendada, noiva entra em rancho para casar de surpresa com cowboy

Campo Grande News
Noiva entrou vendada e recebeu buquê junto do pedido de casamento em rancho. (Foto: Gerson Walber)Noiva entrou vendada e recebeu buquê junto do pedido de casamento em rancho. (Foto: Gerson Walber)

Em plena terça-feira, a porteira do rancho se abriu e com os olhos vendados Graziela sentiu o buquê nas mãos, o flash das câmeras e o barulho da salva de palmas. Depois de quatro anos de namoro, um filho e uma lua de mel recente, no Rock in Rio, ela nunca imaginou que diante de 200 convidados seria pedida em casamento e mais, diria o "sim" a Cowboy, minutos antes de subir ao altar, numa cerimônia legitimamente country.

Todo planejamento veio do noivo, o chef de cozinha Kleber da Cruz Peixoto, conhecido entre os amigos como "Cowboy". O nome é sugestivo e a 'figura' também. Munido de bota e chapéu, Cowboy teve a ideia e a colocou em prática junto dos amigos com apenas um mês de antecedência.

Ele é mais rústico, ela nem tanto e o recado já vinha sendo dado desde 2014, quando às vezes ele passava pelo Rancho do Barba, na Via Morena e dizia que ali que iria se casar. Às vésperas do casamento, eles viajaram para o Rock in Rio para comemorar quatro anos de namoro, completos no último dia 18. "Dia 20 de agosto que eu tive a ideia, porque a gente ia fazer aniversário. Comecei a ligar para os amigos e o pessoal foi dando apoio", descreve o noivo, Kleber, de 35 anos.

A ideia dele sempre foi de fazer algo rústico, mas que também fosse do agrado dela. Por isso ele investiu em decoração, cerimonialista e levou desde a dona da loja do aluguel de vestidos de noiva até a cabeleireira, todas amigas, para que Graziela fosse preparada ali.

As medidas para o vestido de noiva eram tiradas por ele no cotidiano. "Cada abraço que eu dava nela era tentando pegar uma medida. O mais difícil foi trazê-la aqui hoje", conta. "São dois sonhos se realizando: eu que tinha essa ideia daqui e estar casando com ela", completa.

Graziela foi arrastada de casa com a ajuda de uma amiga que ligou dizendo que o marido faria uma surpresa a ela e que precisava da ajuda de Grazi. Ela só desconfiou que a surpresa era dirigida à ela quando viu os carros conhecidos estacionados próximo ao rancho, mas nunca imaginou que todos aguardavam pela noiva.

Só na hora de descer do carro é que ela teve os olhos vendados. Ao entrar no rancho, o futura marido tirou o lenço e estendeu o buquê junto do pedido "quer casar comigo?" No nervosismo, Graziela nem respondeu, só chorava, ria e dizia que não estava acreditando.


A cerimonialista a levou para a troca de roupa. No quarto do rancho estavam o vestido e a maquiagem, só esperando pela noiva. "Mas gente, será que serve? Meu Deus do céu, eu não estou acreditando. Nunca imaginei que fosse casar assim", repetia para si.

Graziela de Oliveira Bernardo tem 36 anos e é funcionária pública. Fã de rock, ela conheceu Kleber no motoclube que frequentam e brincou que agora era a hora de juntarem os coletes. "A gente diz que o filho veio antes e agora pouco foi a lua de mel. É tudo inverso", explica.

Irmã do noivo, Diana da Cruz Peixoto, de 33 anos, resumia que a vontade ali era dele. De se casar e daquele jeito. "É diferente, não é? Um homem organizar tudo?"

Quem realizou a cerimônia foi um representante da Igreja Batista Betesda, amigo do noivo. De chão batido, o celeiro do rancho, onde as bandas se apresentam, virou capela. Cadeiras espalhadas, decoração rústica do teto e margaridas brancas pelo trajeto, acompanhavam a noiva até o altar.

Sem conhecer a noiva, a cerimonialista que junto da decoradora Cintia Peters fuçou até o Facebook de Grazi buscando referências. "Para não ficar tão rústico, usamos tecidos, toalhas, flores e lembrancinhas. Casar é sonho de uma mulher e por mais que aqui seja planejado pelo noivo, precisava ter a cara dela", avalia Carla Casanobas, de 33 anos.

Esperando pela noiva ficar pronta, os pais Zizi e Wanderley Bernardo não escondiam o sorriso. "É diferente, sai do tradicional e a gente fica muito mais emocionado. O Kleber fez surpresa para ela e toda a família", resumiu o casal. Eles que levaram a filha até o altar.

"Ele sempre falava que íamos casar perto do aniversário de namoro, ou antes ou depois para juntar três dias de festa. Começamos lá e vamos terminar de comemorar depois do casamento", brinca a noiva.

Levada pelos pais, noiva casou em chão batido de rancho. (Foto: Gerson Walber)Levada pelos pais, noiva casou em chão batido de rancho. (Foto: Gerson Walber)
Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)