Cassilândia, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

21/08/2008 09:26

Venda ilegal de ingressos em Pequim; 276 interrogados

Mylena Fiori/ABr

Pequim - A polícia de Pequim já interrogou 276 pessoas por venda ilegal de ingressos para os Jogos Olímpicos. O grupo inclui 37 estrangeiros – entre eles, cinco brasileiros detidos no último fim de semana.

Um dos brasileiros permanecerá preso por mais seis dias em um centro de detenção da capital e, depois, será deportado. Os demais foram soltos no mesmo dia em que foram detidos e tiveram a extensão de seus vistos reduzidas, segundo informações da Embaixada do Brasil em Pequim.

De acordo com a agência estatal de notícias da China, Xinhua, 18 pessoas tiveram seus vistos reduzidos e algumas delas, inclusive, já foram deportadas. Outros seis continuarão detidos, como o brasileiro.



A maioria dos suspeitos detidos pela polícia tentava vender tíquetes com ágio nos arredores dos principais estádios e ginásios onde ocorrem as competições, como o Ninho de Pássaro, o Cubo D’Água e o Ginásio Olímpico de Basquete. Mais de 600 ingressos foram retidos pela polícia. Segundo a Xinhua, 100 chineses já haviam sido presos durante a terceira rodada de vendas oficiais de ingressos, entre 5 de maio e 27 de julho – alguns tentavam revender ingressos por preços até 100 vezes superiores ao valor oficial.



A operação não inibiu a ação dos cambistas. Para o jogo de ontem (20) de vôlei masculino Brasil x China, uma quarta-de-final, ingressos com preço de face de 100 yuans (R$ 25,00) estavam sendo vendidos pelo triplo do preço. Os tíquetes para a semifinal do Brasil contra a Itália, nesta sexta-feira (22), já chegam a 1000 yuans (R$ 250,00).



Pela legislação da China, a venda ilegal de ingressos deve ser punida com multa ou detenção de até 15 dias.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)