Cassilândia, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

10/09/2007 06:22

Veja a íntegra do Café com o Presidente

Agência Brasil

Brasília - Apresentador: Olá, você, em todo o Brasil. Eu sou Luiz Fara Monteiro, falamos direto de Helsinque, na Finlândia, onde o presidente Lula faz uma visita de Estado pela primeira vez nesse país. Tudo bem, presidente?

Presidente: Tudo bem, Luiz.

Apresentador: Quinze horas de viagem, como é que está a disposição para divulgar o Brasil no exterior, nos países nórdicos, nos países escandinavos?

Presidente: Luiz, eu penso que o cansaço da viagem não pode atrapalhar as pretensões nem do Brasil e muito menos do presidente do Brasil em tentar aperfeiçoar os negócios com os países nórdicos. Você sabe que nós temos uma parceria importante com a Finlândia, com a Suécia, com a Noruega e com a Dinamarca. Depois que nós visitarmos esses quatro países aqui, nós vamos passar na Espanha para discutir com os empresários a possibilidade de investimentos no PAC [o Programa de Aceleração do Crescimento]. Mas a visita aos países nórdicos é uma dívida que o Brasil tem, é a primeira vez que tem uma visita de chefe de Estado à Finlândia, Suécia, Dinamarca e Noruega. Esses países são grandes investidores no Brasil. Todos eles têm empresas no Brasil, todos eles investem bastante no Brasil. Nós temos uma balança comercial de aproximadamente US$ 1 bilhão com todos eles, com a Suécia tem um pouco mais, chega a R$ 1,5 bilhão as nossas trocas comerciais, e nós queremos discutir com eles duas coisas fundamentais: primeiro, estreitar a relação do Brasil com esses países. Segundo, convencê-los a participar do PAC, ou seja, mostrar as grandes obras de infra-estrutura para despertar interesse neles de participar conosco. E depois discutir com eles a questão do biodiesel, porque o mundo, na medida em que tenha que cumprir o Protocolo de Quioto, na medida em que todos nós temos responsabilidade de despoluir o planeta, ou seja, evitar que haja muitas emissões de CO2, todos nós precisamos então aprimorar o nosso conhecimento tecnológico em combustíveis e o Brasil, graças a Deus, tem a tecnologia do etanol e tem a teconologia do biocombustível. E nós queremos então discutir com esses países a possibilidade de parcerias com o Brasil.

Apresentador: Esses países também, presidente, têm forte produção de petróleo, alguns com negócios com a nossa Petrobras. Não vai ser difícil tentar divulgar essa tecnologia dos biocombustíveis aqui?

Presidente: Não. Não, até porque, veja, o Brasil já tem o exemplo mais forte, que nós já misturamos 25% de etanol na nossa gasolina há muito tempo. Nós temos agora o carro flexfuel. E o que que nós queremos? Nós queremos, primeiro, fazer parceria entre as empresas de petróleo deles, sobretudo da Noruega, a Statoil, fazer parcerias com a Petrobras. Portanto, nós temos possibilidade de fazer parcerias também na área de petróleo, porque a Petrobras é uma empresa importante, a Petrobras pode fazer parceria com as empresas desses países e tentar pesquisar petróleo em outros mares, não precisa ser apenas no território brasileiro. E é isso que nós precisamos vender para eles. E os nossos empresários podem aproveitar essas viagens para fazer negócios. Eu sou um homem que acredito piamente nisso, você sabe que desde o começo do mandato eu tenho dito: quem quiser vender não pode ficar sentado numa cadeira esperando que passe um visitante para comprar. Não, nós é que temos que sair para o mundo e fazer divulgação das nossas coisas. Divulgar o Brasil como ele é, divulgar as coisas boas que o Brasil tem, divulgar as oportunidades que o Brasil tem, é isso que vai despertar interesse nessas empresas a produzirem no Brasil.

Apresentador: Você está ouvindo o Café com o Presidente, falamos sobre a viagem do presidente Lula aos países escandinavos. Presidente, no início do seu mandato também o senhor dizia que o Brasil deveria procurar novos mercados, além daqueles tradicionais, como Estados Unidos e União Européia. O comércio com a Finlândia aumentou em 120%, com a Suécia aumentou em 180%, com a Dinamarca o comércio também cresceu 40%. Qual a importância desse setor de serviços para os trabalhadores não só aqui nesses países como também no Brasil?

Presidente: Essas empresas são especialistas em vender serviços. E o Brasil precisa se modernizar, ou seja, o Brasil, para crescer, ele precisa cada vez mais oferecer no setor de serviços empresas mais modernas, gente mais preparada, e eu penso que é importante atrair essas empresas para fazer investimentos no Brasil. Mas não é apenas no setor de serviços, você pega a empresa mais famosa da Suécia no Brasil, que todo mundo conhece, é a Scania, que produz caminhões. A Noruega produz navio, produz plataforma, tem uma grande base de estaleiros. A Finlândia, todo mundo conhece a Nokia, mas sobretudo a Finlândia é um dos maiores produtores de papel e celulose. Então nós queremos trocar idéias, queremos aprender as coisas boas que eles fazem, queremos ensinar para eles aquilo que nós fazemos. O Brasil tem um mercado extraordinário, o mercado interno brasileiro está crescendo, a massa salarial está crescendo, a economia está estabilizada, as pessoas estão percebendo que no Brasil a casa está arrumada. Se houve tempo em que o Brasil não estava tão arrumado e eles fizeram investimento, agora há muito mais motivos para que eles façam investimentos no Brasil.

Apresentador: Obrigado, presidente, até a semana que vem.

Presidente: Obrigado você, Luiz e obrigado aos nossos ouvintes.

Apresentador: Foi mais uma edição do Café com o Presidente, dessa vez direto de Helsinque, na Finlândia. Até semana que vem, um abraço para você e uma ótima semana.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
06:50
Loterias
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)