Cassilândia, Quinta-feira, 21 de Novembro de 2019

Últimas Notícias

21/08/2019 09:20

Vaticano reconhece decisão da Justiça de manter condenação de cardeal

Agência Brasil

O Vaticano reconheceu hoje (21) a decisão de um tribunal que manteve a condenação do cardeal George Pell a seis anos de prisão por pedofilia e reiterou o respeito ao sistema judicial australiano.

Em comunicado, "a Santa Sé lembra que o cardeal sempre reiterou sua inocência durante todo o processo judicial e que tem direito a recorrer ao Supremo Tribunal".

Pell era o ministro das Finanças do Vaticano, mas deixou de ser membro do Conselho de Cardeais do papa Francisco.

Na nota, o Vaticano também reafirma o "compromisso de atuar contra, por meio das competentes autoridades eclesiásticas, os membros do clero que cometerem tais abusos".

O procurador do Ministério Público considerou, no dia 6 junho, segundo dia de análise do recurso da defesa naquele tribunal, apresentado pelo antigo "número três" do Vaticano, que a condenação de Pell por pedofilia "é incontestável".

Os advogados do arcebispo emérito de Melbourne e Sydney, de 77 anos, criticaram a decisão do tribunal de primeira instância. Uma das bases do recurso foi a alegação de que a decisão foi irracional, por se basear unicamente no testemunho de uma das vítimas.

George Pell, nomeado pelo papa Francisco para supervisionar as finanças do Vaticano, foi condenado em dezembro de 2018 por cinco acusações de abuso sexual de duas crianças do coro da Catedral de St. Patrick, em Melbourne, em 1996 e 1997. Em março, foi condenado a seis anos de prisão.

Uma das vítimas de Pell morreu de overdose de heroína em 2014, aos 31 anos, aparentemente sem fazer qualquer acusação de abuso. A lei estadual impede que as vítimas de agressão sexual sejam identificadas publicamente.

Afastado do Conselho de Cardeais, George Pell é o mais alto representante da Igreja Católica condenado por pedofilia.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 21 de Novembro de 2019
08:20
Cassilândia
06:45
Cassilândia
Quarta, 20 de Novembro de 2019
10:00
Receita do Dia
09:00
Santo do Dia
06:04
Cassilândia/Barretos
Terça, 19 de Novembro de 2019
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)