Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

04/05/2016 14:00

Vasectomia: sete perguntas e respostas sobre o assunto

Portal Med

 

Antes de optar por fazer uma vasectomia, o homem deve pensar cuidadosamente sobre quais informações gostaria de obter sobre o assunto. É importante para os casais que pensam nesta possibilidade procurarem orientação antes da realização do procedimento. Quanto mais souberem a respeito, maior a certeza de uma decisão correta e que deve ser considerada como definitiva.

Consultar uma lista de perguntas e respostas que são frequentemente levantadas por outros casais que já viveram esta situação pode ajudar bastante.

Mesmo podendo ser revertida em cerca de 50% dos casos, toda vasectomia deve ser considerada definitiva.

O que é vasectomia?

O seu nome técnico é deferentectomia. Basicamente, a vasectomia é um procedimento cirúrgico simples realizado por urologistas ou cirurgiões gerais para tornar um homem estéril. É um método comum de contracepção, considerado simples, seguro e eficaz.

Consiste na realização de um corte no canal deferente, tubo que carrega esperma do testículo para se tornar parte do sêmen. É feita a secção bilateral de ambos os canais deferentes, utilizando uma via de acesso mínima. Após esta secção, as bordas criadas dos canais são ligadas (amarradas) ou então eletrocauterizadas, para minimizar o risco de recanalização, pois o organismo tentará curar a “lesão”.

Embora o homem continue a ter relação sexual e ejaculação como antes do procedimento, seu sêmen não vai ter esperma. Consequentemente, ele não será mais capaz de engravidar uma mulher.

O que é uma vasectomia sem bisturi?

É uma técnica de vasectomia que, diferente do método tradicional, não usa um bisturi na sua realização. Não há incisões ou suturas (apenas uma ou duas aberturas na pele) e a cicatrização se dá espontaneamente.

Este método resulta em menos desconforto no pós-operatório, com risco reduzido de sangramentos ou infecções. Não deixa cicatrizes visíveis e é tão efetivo quanto a vasectomia tradicional.

Quanto tempo leva para fazer este procedimento?

O procedimento em si leva uns 20 minutos, mas com a consulta médica, a preparação e o preenchimento de papeleta leva-se cerca de uma hora até a conclusão do processo.

Pode haver sensibilidade no local, desconforto e edema discretos nos primeiros dois ou três dias, com retorno às atividades rotineiras em cerca de uma semana.

Seguir as instruções médicas cuidadosamente ajuda na recuperação após o procedimento.

Qual é a efetividade da vasectomia sem bisturi?

A vasectomia realizada por qualquer técnica reconhecida é um dos métodos contraceptivos mais efetivos. Embora nenhum procedimento seja 100% seguro ou eficaz, há menos de um por cento de falhas.

Para comparação, em relação à gravidez, as falhas com o uso de preservativo de látex ficam em torno de 12% e, com o uso de diafragma, 18%.

Casais que desejam uma forma permanente e confiável de contracepção frequentemente escolhem a vasectomia, já que o sucesso fica em torno de 99%.

O que acontece com o esperma?

Como os tubos são bloqueados antes da vesícula seminal e da próstata, o homem continua ejaculando a mesma quantidade de fluido, embora sem esperma.

Os espermatozóides são formados nos testículos, que se dividem em inúmeros septos, e apresentam canais confluentes. No final destes, os espermatozóides atingem o epidídimo, que tem a função de maturação dos mesmos. Saindo do epidídimo, os espermatozóides entram no canal deferente, um tubo muscular que os leva até a próstata por contrações musculares. A próstata também recebe conexões das vesículas seminais, que têm a função de produzir o plasma seminal – uma espécie de sêmen sem espermatozóides. A próstata interconecta as duas vias, misturando o plasma seminal aos espermatozóides e desaguando na uretra, por onde geralmente são eliminados.

O corpo absorve as células espermáticas não usadas normalmente – se você fez ou não uma vasectomia. Depois do procedimento, os testículos continuam a produzir esperma, mas eles não deixam o corpo através do sêmen. Eles dissolvem-se e são simplesmente e naturalmente absorvidos pelo organismo.

Existem riscos de complicações?

Sim. Como em qualquer outro procedimento cirúrgico, pode haver complicações, e você deve perguntar ao seu médico o que deve fazer nesta situação.

Entretanto, qualquer tipo de vasectomia está entre as técnicas cirúrgicas mais seguras e a maioria das complicações, caso haja alguma, é habitualmente fácil de tratar.

As complicações incluem:

Dor no local. Esta dor é tratada com sucesso por medicamentos, mas algumas vezes a remoção do epidídimo é recomendada.
Uma chance de infecção, sangramento e ferimento passageiros.
Formação de granuloma.
Edema temporário e acúmulo de líquidos.
Em raros casos, o canal deferente pode ter uma recanalização espontânea e o homem tornar-se fértil novamente. Isto acontece em menos de 1% dos casos e está relacionado à experiência do cirurgião e à técnica cirúrgica aplicada.
Existe uma complicação clássica da vasectomia, chamada Síndrome da Dor pós-Vasectomia, que pode ocorrer em 5% a 30% dos casos (dependendo da intensidade da dor), e consiste em dor crônica persistente.

O que devo levar em consideração antes de fazer uma vasectomia?

Para ter certeza de que quer mesmo fazer uma vasectomia, esteja certo de que no futuro você não vai querer ser pai novamente. Pense se esta decisão não mudaria depois dos seguintes eventos em sua vida:

Se você já é pai, caso um de seus filhos falecesse ou mesmo mais do que um, você gostaria de ter um outro filho?
E se você se divorciar e perder a guarda de seus filhos?
E se você vier a ter uma nova companheira que deseja ter filhos?
Caso sua situação financeira melhore, seu desejo de ter mais filhos pode mudar?
Quando seus filhos crescerem, possivelmente vão deixar a sua casa. Você gostaria de ter novas crianças suas por lá?
Você não deve ignorar os efeitos psicológicos da impossibilidade de ter filhos. Pense neles.

A vasectomia não é habitualmente recomendada a homens que consideram guardar seus espermas em um banco de esperma, caso decidam ter mais filhos futuramente. Converse sobre outros métodos contraceptivos com seu médico, sua parceira e procure muitas informações antes de tomar esta decisão. Tudo deve ser muito bem pensado e planejado.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)