Cassilândia, Segunda-feira, 29 de Maio de 2017

Últimas Notícias

10/08/2005 06:58

Valério entrega lista de campanha de Azeredo

Patrícia Roedel - Agência Câmara

O empresário Marcos Valério de Souza entregou nesta terça-feira, à Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) da Compra de Votos, uma lista com 79 nomes de pessoas que sacaram R$ 1,8 milhão das contas de suas agências em 1998. O valor foi distribuído a políticos indicados pelo tesoureiro da campanha de Eduardo Azeredo (PSDB) ao governo de Minas, Cláudio Mourão da Silveira. Hoje, Azeredo é senador por Minas e presidente nacional do partido. O total desses empréstimos, no entanto, é de R$ 9 milhões, mas o empresário não conseguiu levantar todos os comprovantes de saques.
Entre os nomes da lista, estão o da ex-senadora Júnia Marise, que concorreu ao Senado pelo PSDB, com saques totalizando R$ 200 mil; e o do deputado Custódio Mattos (PSDB-MG), com saque de R$ 20 mil.
Além da lista com os beneficiários do PSDB, Valério destacou que foram pagos R$ 4,5 milhões para o publicitário Duda Mendonça, responsável pela campanha de Eduardo Azeredo ao governo de Minas Gerais. O empresário apresentou o recibo do depósito.

"Cano" do PSDB
O empresário disse que não recebeu os R$ 9 milhões emprestados de volta. "Em 1998, eu levei cano", admitiu. Marcos Valério disse ainda que preferiu não brigar para ter os recursos de volta porque não valia a pena brigar na Justiça com Eduardo Azeredo ou com o PSDB. "Eles eram governo federal e eu poderia perder as minhas contas", contou.
Na época, Marcos Valério tinha contratos de publicidade com o Banco do Brasil, a Eletronorte e o Ministério do Trabalho, por meio de sua agência DNA, e com o Ministério dos Esportes, pela SMPB.

Rancor do PT
Em seu depoimento à CPMI, que durou mais de 14 horas, Marcos Valério disse ter certeza de que José Dirceu sabia do empréstimo de R$ 55 milhões feito ao PT e ressaltou, por várias vezes, que se sentiu usado por toda a cúpula do partido. O empresário afirmou que teve a vida destruída por Delúbio Soares e por José Dirceu, a quem considera hoje um inimigo.
Ele informou que vai entrar na Justiça para recuperar as contas publicitárias que o governo federal cancelou, uma vez que, segundo ele, foram conquistadas de forma idônea, de acordo com a Lei de Licitações.
Em relação à sua viagem a Portugal, o empresário afirmou que ela não foi feita em nome do PT, mas para tratar de seus próprios negócios. Porém, ele confirmou ter ajudado a marcar reunião entre o presidente do Banco Espírito Santo, Ricardo Espírito Santo — o maior acionista da Portugal Telecom —, e o ex-ministro José Dirceu.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 29 de Maio de 2017
Domingo, 28 de Maio de 2017
Sábado, 27 de Maio de 2017
10:00
Receita do Dia
Sexta, 26 de Maio de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)