Cassilândia, Terça-feira, 22 de Setembro de 2020

Últimas Notícias

02/11/2003 09:45

Vacina tríplice foi aperfeiçoada e dará menos reações

Cristiane Ribeiro/ABr

As crianças até cinco anos de idade que receberem a vacina tríplice viral, contra sarampo, rubéola e caxumba, no ano que vem, terão menos reações adversas, como febre alta, por exemplo. É que a vacina, aperfeiçoada, já estará sendo produzida pela Fundação Oswaldo Cruz com tecnologia nacional, conforme o convênio assinado nesta quinta-feira com o laboratório belga Glaxo Smith Kline para a transferência de tecnologia.
Das 12 vacinas oferecidas pelo Ministério da Saúde gratuitamente à população, a tríplice viral é a única ainda importada pelo governo brasileiro e, segundo o presidente da Fiocruz, Paulo Buss, com a nacionalização da produção desta vacina, o Brasil vai economizar cerca de R$ 42 milhões nos próximos cinco anos, período em que a tecnologia estará sendo transferida para os pesquisadores brasileiros.
Já o diretor da Bio-Manguinhos, Hakira Homma, enfatiza que os componentes virais da nova vacina foram enfraquecidos para não causar reações nas crianças, mas que a vacina continua com a mesma eficácia da que vem sendo aplicada até hoje.
“Nesta nova tecnologia que estamos recebendo da Glaxo Smith Kline, especialmente o componente da caxumba, é mais atenuado, por orientação do Programa Nacional de Imunização do Ministério da Saúde, mas a proteção será do mesmo nível conferido pela vacina atual”, acrescentou ele.
A vacina será produzida no Centro de Produção de Antígenos Virais de Bio-Manguinhos, cujas obras devem estar concluídas até o final deste ano e, de acordo com Paulo Buss, “a expectativa é de que já em 2004 sejam fabricadas 20 milhões de doses, suficientes para atender à demanda, já que no ano passado foram aplicadas 4,6 milhões de doses no país”.
Também pelo acordo com a Glaxo, a fábrica vai produzir, no próximo ano, cinco milhões de doses da vacina dupla viral, contra sarampo e rubéola. O Centro de Produção de Antígenos vai integrar o futuro Complexo Tecnológico de Vacinas de Bio-Manguinhos, cujas obras devem estar prontas em julho de 2004.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 22 de Setembro de 2020
Segunda, 21 de Setembro de 2020
11:00
Corrida/Nutrição/Fitness
09:00
Santo do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)