Cassilândia, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

26/07/2016 07:30

Vacina contra dengue começa a ser vendida na Capital em agosto

Campo Grande News

A vacina da dengue no Brasil, produzida pela empresa Sanofi-Aventis Farmacêutica Ltda., começa a ser vendida na Capital na segunda quinzena de agosto. Para as clínicas de Mato Grosso do Sul, as doses vão custar no máximo R$ 132,76, conforme divulgou a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) no fim da tarde desta segunda-feira (25). O "preço fábrica" foi definido, mas o valor que chega ao consumidor é acrescido da margem de lucro do estabelecimento que oferece e aplica a vacina. 

É possível calcular, entretando, que quem quiser se imunizar contra a doença terá de gastar cerca de R$ 400, para custear as três doses necessárias.

A clínica Imunitá, de Campo Grande, deve anunciar o quanto vai cobrar pela dose depois do dia 10 de agosto. Dono da empresa, o médico Alberto Jorge Félix Costa, vai participar do lançamento da vacina no dia 10 de agosto, em São Paulo, onde ele negociará a compra das doses com o laboratório e depois vai calcular a soma do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços ) de 17%, além da margem de lucro, conforme assessoria de imprensa.

De acordo com a Anvisa, ao “preço fábrica” é acrescido do ICMS que varia de acordo com o Estado. No Brasil, o laboratório fabricante poderá cobrar de R$ 132,76 e R$ 138,53.

O valor da vacina da dengue foi definido pelo CMED (Comitê Técnico Executivo da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos).

Tratamento – O tratamento com a vacina inclui três doses, com seis meses de intervalo entre elas.

A Sanofi-Aventis é, até o momento, a única empresa, no país, com registro de uma vacina contra a dengue, chamada de Dengvaxia®. Outras vacinas para a prevenção da dengue ainda estão sendo analisadas pela Anvisa. 

Boletim - Até o dia 21 deste mês, 57.795 pessoas foram diagnosticadas com dengue em Mato Grosso do Sul. Em Campo Grande, foram 27.668 casos registrados. No ano passado, foram 46.070 notificações, 25% a menos que nos primeiros sete meses de 2016.

A doença matou 16 pessoas até agora. Sete pacientes erqam de Ponta Porã, três de Campo Grande, três de Dourados e há mortes também em Maracaju, Porto Murtinho e Coxim.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)