Cassilândia, Terça-feira, 22 de Maio de 2018

Últimas Notícias

26/08/2007 15:35

Usuários devem pedir conta telefônica detalhada

Alessandra Bastos/ABr

Brasília - A decisão sobre a conversão das tarifas telefônicas locais de pulsos para minutos, oferecida pelas empresas telefônicas, fica mais fácil a partir da comparação que virá - caso seja pedida - na conta telefônica que chega em agosto. O conselho do gerente-geral de Competição para Telefonia Fixa da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), José Gonçalves Neto, é "ficar de olho na conta telefônica e aguardar".

Os planos por minuto se baseiam no tempo efetivo de utilização. Em entrevista à Agência Brasil, José Gonçalves Neto explica que para a grande maioria dos usuários o Plano Básico, de 200 minutos, será o adequado. Para este Plano, a conversão é automática. O usuário não precisa tomar nenhuma atitude.

O Plano Alternativo, de 400 minutos, é indicado para aqueles usuários que passam muito tempo na internet discada ou que têm predominância de ligações demoradas, como explica o gerente-geral da Anatel, na entrevista abaixo:

Agência Brasil - Como eu sei quanto eu gasto hoje para saber se o plano de 200 minutos ou o de 400 é o melhor caminho?
José Gonçalves Neto - Não temos condição de ter uma visão do detalhamento da utilização do telefone. É por isso mesmo que a Anatel está introduzindo essa mudança, que vai permitir o detalhamento da fatura do serviço telefônico. A maioria dos usuários deve ficar de olho na conta telefônica, aguardar, observar as informações que vão vir e, a partir da primeira conta telefônica que ele receber, constando os valores em minutos, aí sim, ele pode pedir o detalhamento da conta. Com esse detalhamento, vai saber exatamente se o melhor plano é o que ele já está, de 200 minutos, ou se ele tem que mudar para o Plano Alternativo.

Esse Plano Alternativo foi desenvolvido basicamente para aqueles usuários que usam o telefone para acesso discado da internet e para aqueles que fazem ligação predominantemente mais demorada, maiores de que três, quatro minutos.

Agência Brasil - Pra quem tem uma família grande, em que a maioria das ligações são rápidas, mas tem uma filha que fica no telefone com as amigas - ou seja, tem ligações rápidas e demoradas também. O melhor é esperar também?
José Gonçalves Neto - Você cita justamente a família média brasileira. Para essa família, o desenho foi apenas de conversão do Plano Básico, da qual ela já é assinante, para minuto. Ela não teria que fazer nada a não ser aguardar a fatura chegar e observar o valor que está sendo cobrado ali para então solicitar o detalhamento. Essa família não deve tomar nenhuma iniciativa ou se preocupar no primeiro momento.


Agência Brasil - Para receber esse detalhamento, a conta detalhada, eu posso pedir por telefone ou tenho que ir até a operadora?
José Gonçalves Neto - A solicitação pode ser feita por telefone. E tão logo a operadora tenha feito o primeiro faturamento em minutos, teremos então o fornecimento dessa conta em até cinco dias úteis ao usuário.

Agência Brasil - As operadoras estão fazendo simulados com comparativos para as pessoas verem qual o melhor caminho?
José Gonçalves Neto - Além da possibilidade de pedir o detalhamento da conta tão logo receba a primeira conta em minuto, o usuário ainda pode solicitar um comparativo individualizado dos gastos no Plano Básico e no outro Plano, que é o Plano Alternativo. Basta que ele solicite por telefone e também vai receber de forma gratuita.

Agência Brasil - O melhor então é aguardar e aprender a observar a conta telefônica?
José Gonçalves Neto - Exatamente. Se o usuário não tem na conta a predominância de ligações para internet de forma demorada, o melhor é aguardar a primeira conta e solicitar o detalhamento.


Agência Brasil - Há dados sobre a porcentagem da população que já fez sua opção?
José Gonçalves Neto - Temos em torno de três a quatro milhões de usuários migrados para a nova sistemática, que são usuários das cidades onde a mudança já ocorreu, como Espírito Santo, Mato Grosso do Sul e do interior de São Paulo. A opção pelo Plano Alternativo, nessas cidades, tem sido muito pequena, da ordem de 1%.

Agência Brasil - Em agosto, todo mundo já recebe uma conta de telefone diferente ou esse processo é mais lento?
José Gonçalves Neto - Até o final do mês de agosto já teremos as faturas chegando em minutos. Em alguns lugares, onde o envio pelo Correio leva mais tempo, teremos até o comecinho de setembro. A partir daí, toda e qualquer fatura da telefonia local será descrita em minutos.





Agência Brasil - A assinatura básica continuará sendo cobrada?

José Gonçalves Neto - Isso. Ela é a mesma em qualquer um dos dois planos.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 21 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Domingo, 20 de Maio de 2018
15:18
Cassilândia/Itajá
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)