Cassilândia, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

10/01/2008 08:25

Uso de preservativos entre mulheres diminui

Agência Notisa

Uso de preservativos entre mulheres diminui conforme aumenta a freqüência do ato sexual

Entretanto, mulheres de vinte anos que decidem por si mesmas que só terão relações sexuais sob o uso de camisinha aparece como fator de proteção extremamente importante nesta faixa etária..

Frequentemente campanhas de saúde que enfatizam a importância do uso do preservativo no ato sexual são divulgadas em diversos países do mundo; mesmo assim muitos casais ainda se mostram resistentes. Diante disto, Jeffrey F. Peipert e colegas norte-americanos investigaram as correlações que envolvem o sexo desprotegido. A pesquisa resultou no artigo "Women at risk for sexually transmitted diseases: correlates of intercourse without barrier contraception" publicado em novembro de 2007 no American Journal of Obstetrics and Gynecology.

Para avaliar os fatores que são associados ao sexo sem proteção por mulheres com mais de 35 anos, os autores utilizaram dados do início de um estudo aleatório. Segundo a publicação, eles usaram modelos de regressão logística para associar variáveis demográficas, reprodutivas e da história sexual ao sexo desprotegido.

Os pesquisadores identificaram que no último mês 65% das participantes tiveram relação sexual sem barreira contraceptiva. "Os fatores que foram associados com chances aumentadas de sexo desprotegido incluíram o número de episódios de relação, um parceiro masculino resistente ao uso de camisinha (odds ratio ajustada, 4,1; 95% CI, 2,3-6,9), e, entre mulheres com menos de 20 anos escore baixo de auto-eficácia de uso de camisinha (odds ratio ajustada, 1,6; 95% CI, 1,0-2,9)", dizem no artigo.

Desta forma, os autores entendem que a freqüência das relações sexuais e a resistência do homem ao uso da camisinha são fatores de risco para o sexo desprotegido. E ainda, para mulheres com menos de 20 anos, ela própria definir que só terá relações com uso de camisinha é especialmente importante. Os autores do estudo fazem parte da Washington University School of Medicine, em St. Louis, do Brown Medical School, do Rhode Island Hospital e do Women and Infants Hospital of Rhode Island e do Cancer Prevention Research Center, da University of Rhode Island.

Agência Notisa (jornalismo científico - science journalism)

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)