Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

01/09/2004 08:41

Universidades iniciam processo de auto-avaliação

Marina Domingos/ABr

Começa ahoje o processo de auto-avaliação das universidades brasileiras, a partir das novas diretrizes do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes). Nesta primeira etapa, as universidades deverão formar comissões de avaliação interna e propor um Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) a ser implementado por cada uma.

“A auto-avaliação é muito importante, porque será confrontada com os demais elementos do processo. O próprio juízo que uma instituição tem de si mesma é um elemento para ser avaliado para quem está olhando de fora”, explicou o ministro da Educação, Tarso Genro, durante o anúncio da primeira etapa do Sinaes, hoje no Ministério da Educação (MEC).

Num segundo momento, o MEC enviará às universidades uma comissão externa formada por especialistas que visitarão os cursos e farão um relatório para apresentar ao ministério. O processo inclui a aplicação do Exame Nacional de Desempenho da Educação Superior (Enade), que será realizado por amostragem em estudantes de 13 cursos das áreas de saúde e agrárias, em novembro deste ano.

“A transformação da educação superior no Brasil e a requalificação da educação como um todo jamais poderão ser tratadas como um ato de um homem só, de um tiro só. Isso é um processo”, afirmou o ministro.

Para o presidente do Conselho Nacional de Avaliação da Educação Superior (Conaes), professor Hélgio Trindade, o Sinaes tem como objetivo unir os resultados de três etapas de avaliação, para chegar a uma análise final que permita o credenciamento mais rigoroso dos cursos.

“O processo que está sendo instituído é para que o sistema de credenciamento e recredenciamento seja mais rigoroso e não permita que esses cursos sejam autorizados da forma como foram, numa expansão desordenada da educação privada que houve no Brasil”, defendeu.

Segundo Trindade, depois de todas as etapas, o resultado ficará disponível ao público no site do MEC, o que poderá levar até quatro anos. Servirá como base de dados para que pais, alunos e professores possam realizar sua própria análise sobre o funcionamento dos cursos e das instituições de ensino superior no país. “Esperamos que o processo de avaliação permita corrigir esses processos, no sentido de melhorar e requalificar o ensino superior”, disse o professor.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)