Cassilândia, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

15/08/2005 14:04

Universidades de MS precisariam se adequar às exigências

Malu Prado / Campo Grande News

A maior parte das instituições de ensino superior de Mato Grosso do Sul precisará se adequar caso o Governo Federal resolva fazer novas exigências às instituições de ensino superior, antes da aprovação da Reforma Universitária. O Ministério da Educação prevê aumentar para 50% a exigência de docentes em tempo integral e com mestrado e doutorado nas universidades. Hoje, a exigência é de um terço.

Entre as instituições privadas, a UCDB (Universidade Católica Dom Bosco) precisaria contratar mais efetivos, hoje tem cerca 33,9% de docentes em dedicação exclusiva, segundo o censo do Ensino Superior 2003. A UCDB tem 62,5% docentes com mestrado e doutorado.

A Uniderp (Universidade para o Desenvolvimento do Estado e da Região do Pantanal) tem 35,7% dos docentes em trabalho integral, precisaria aumentar para 50%. Na Universidade, 55,5% dos docentes têm mestrado ou doutorado, porém entre esses professores com titulação, ao menos a metade tem que ser doutores.

A Universidade Estácio de Sá precisaria se adequar nas duas novas exigências. Hoje, segundo o censo, a Estácio tem apenas 0,8% de professores efetivos e 39,1 com títulos de mestre ou doutor. Além disso, precisaria aumentar o número de cursos de graduação e pós-graduação, de 12 para no mínimo 16.

A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) tem hoje 68,5% de professores efetivos e 59,7% de professores com mestrado e doutorado. Mesmo estando preparada para atender as exigências do Ministério, o número ainda é considerado precário. A UFMS é a segunda entre as universidades federais com menor índice de professores efetivos, segundo aponta o censo da Educação Superior. O MEC considera problema, já que os efetivos trabalham em regime de dedicação exclusiva e os temporários não.

A UEMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) tem hoje 96,8% de docentes efetivos, sendo que 64,3% têm mestrado ou doutorado.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)