Cassilândia, Sexta-feira, 14 de Dezembro de 2018

Últimas Notícias

31/10/2014 15:13

Universidade é condenada a indenizar estudante por danos morais

TJMS

Os desembargadores da 1ª Câmara Cível negaram, por unanimidade, provimento à apelação interposta por uma universidade da Capital contra sentença que julgou procedente a ação declaratória de inexistência de débito e indenização por danos morais.

Segundo o processo, P.C.N. ingressou no curso de Serviço Social em 2010 no Centro Educacional da universidade em Campo Grande e, passado um ano de curso, em razão de questões financeiras, teve que trancar a matrícula, deixando em aberto algumas mensalidades.

Em outubro de 2013, depois de negociação, P.C.N. conseguiu pagar a dívida com mais de 70% de desconto. Entretanto, mesmo após quitar o débito referente às mensalidades deixadas em aberto do ano em que estudou, teve o nome inserido nos órgãos de negativação de crédito.

Requer a universidade a reforma da sentença ou a redução do valor arbitrado a título de indenização por danos morais, por entender que o julgado não foi pautado nos critérios da razoabilidade, da proporcionalidade e da vedação do enriquecimento, devendo ser revisto.

O Des. Sérgio Fernandes Martins, relator da apelação, entende que deve ser mantida a sentença que condenou a instituição de ensino a indenizar em R$ 15.000,00 a estudante que teve o nome incluído indevidamente no cadastro de restrição de crédito.

“Tratando-se de relação de consumo, a responsabilidade da requerida é de natureza objetiva, vale dizer, não é necessário indagar se agiu com culpa ao praticar o evento danoso, bastando, apenas, verificar se daquele ato resultou algum dano ao seu cliente, nos termos do artigo 14, do Código de Defesa do Consumidor, e parágrafo único, do artigo 927, do Código Civil”, escreveu ele no voto.

O relator citou ainda que, tendo sido paga a dívida, não se mostra crível que o credor demore mais de um mês para providenciar a retirada do nome do devedor dos órgãos de proteção ao crédito. “Providência, aliás, que é de sua obrigação no prazo de cinco dias, por analogia ao previsto no artigo 43, parágrafo terceiro, do Código de Defesa do Consumidor (CDC)”, completou.

Ponderando os fatos, o desembargador considerou o lapso temporal que perdurou a restrição, bem como a capacidade financeira do ofendido e do ofensor, ressaltando que a indenização não pode constituir enriquecimento indevido.

“Atento às circunstâncias de fato e de direito, observando critérios e o princípio da proporcionalidade, entendo que a quantia de R$ 15.000,00 fixada em favor da aluna é adequada, sem traduzir ganho injustificado, tampouco penalidade excessiva, mas revelando-se bastante para delinear o necessário caráter pedagógico da condenação. Ante o exposto, nego provimento ao recurso para manter incólume a sentença hostilizada”.

Processo nº 0843258-63.2013.8.12.0001

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 14 de Dezembro de 2018
10:00
Receita do dia
09:00
Santo do dia
06:57
Cassilândia
Quinta, 13 de Dezembro de 2018
10:00
Receita do dia
09:00
Santo do dia
03:34
Cassilândia
Quarta, 12 de Dezembro de 2018
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)