Cassilândia, Domingo, 21 de Janeiro de 2018

Últimas Notícias

28/12/2017 10:40

Universidade cai em golpe e é furtada em mais de R$ 130 mil

Correio do Estado

 

Estelionatários conseguiram furtar da Universidade Católica Dom Bosco, de Campo Grande, R$ 135 mil ontem. O esquema envolveu adulteração em site de banco e ligação de suposta central de segurança para garantir que o golpe não fosse identificado.

Não houve desvio de mais dinheiro porque o setor financeiro da instituição privada conseguiu bloquear as contas e impedir acesso para mais transações. A Polícia Civil foi acionada por volta das 17h para registrar a ocorrência e investigar quem está por envolvido no estelionato.

A instituição fica no Jardim Seminário e hoje pela manhã funcionários receberam a mensagem na tela do computador que era preciso alteração do token físico do sistema do Santander. Esse procedimento serve para legitimar as transações bancárias via internet.

A mensagem, que apareceu na página do internet banking do banco, orientava que o aparelho utilizado pela universidade deveria ser trocado por um sistema de QR code, que funciona virtualmente a partir da leitura de código por meio de celular ou outros aplicativos.

Além dessa mensagem, uma pessoa entrou em contato com o setor financeiro da universidade informando que era da central de segurança do banco e deu detalhes sobre o download do aplicativo de celular que passaria a ser usado para as operações bancárias.

Esse atendente falso tinha dados e informações privilegiadas, o que garantiu que o golpe fosse aplicado sem levantar suspeitas no primeiro momento.

"Após o financeiro atender o pedido da suposta central de segurança, perceberam transações bancárias conta conta na qual não foram reconhecidas, constatado posteriormente o golpe", informou a Polícia Civil.

A ocorrência foi registrada pela delegada Priscilla Anuda Quarti, da Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) Centro, como estelionato. Os números de telefone que seriam da central de segurança foram identificados e repassados às autoridades. A investigação da Polícia Civil agora tentará encontrar os estelionatários.

A reportagem entrou em contato com a UCDB, que informou, por meio da assessoria de imprensa, que não se pronunciaria sobre o caso, agora sob investigação policial.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 20 de Janeiro de 2018
07:45
Uma cidade que cuida de sua história
Sexta, 19 de Janeiro de 2018
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)