Cassilândia, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

29/03/2012 19:13

Unidos pelo planeta: vai nessa corrente?

Patrícia Ribeiro, Enersul

É dessa forma que vai estar toda a força de trabalho da maior empresa de Mato Grosso do Sul neste sábado, 31 de março, um dia em que, cidades, estados e até países inteiros vão apagar suas luzes por cerca de 60 minutos. Os quase três mil profissionais são da Enersul que, numa iniciativa de exemplo no setor elétrico mundial, sensibilizou cada um a desligar as luzes de suas moradias e, com isso, dar mais energia ao movimento internacional Hora do Planeta. Com esse ato simbólico, a Concessionária e seus colaboradores, nas 73 cidades que compõem a área de distribuição de energia no Estado, efetivamente reforçam as ações voltadas para a proteção do planeta em combate ao aquecimento global. Hoje, em Mato Grosso do Sul, apenas Campo Grande participa deste movimento, desligando os monumentos Obelisco, o Relógio do centro da cidade e a fachada da Morada dos Baís.
A Hora do Planeta foi criada em 2007 pela WWF - “Fundo Mundial para a Natureza”, com objetivo de mobilizar a sociedade em todos os continentes a refletir para adquirir novos hábitos que diminuam problemas ambientais que possam causar impactos na camada de ozônio que tem a função de manter a temperatura da Terra.
Uma das preocupações que fundamentaram a criação deste movimento é a emissão de gás carbônico originário da queima de combustíveis para a geração de energia elétrica. Embora a matriz energética predominante no Brasil e, consequentemente, no nosso Estado seja hidrelétrica, a Enersul, há muitos anos, desenvolve projetos, programas e ações destinados a reforçar, cada vez mais nas pessoas atendidas em sua área de concessão, a conscientização pelo uso sustentável da energia elétrica. Basta observar, por exemplo, os resultados da Eficiência Energética que já substituiu, em comunidades de baixa renda, quase 150 mil lâmpadas incandescentes por fluorescentes que consomem menos energia, entregou 12.300 geladeiras modernas e eficientes em troca do mesmo número de geladeiras antigas que, além de gastar até sete vez mais energia, continham no seu sistema de refrigeração o CFC, um gás altamente nocivo à camada de ozônio. Além disso, nesse mesmo período, a Concessionária deu uma importante contribuição para a qualidade do ar, distribuindo mais de 90 mil mudas de árvores nativas, contemplando a vegetação que predomina em sua área de atendimento: o cerrado do centro-oeste brasileiro. Tudo isso demonstra a preocupação de uma empresa que, orientada pela Política de Sustentabilidade da Rede Energia, acredita que todos, unidos pela mesma causa, podem preservar e proporcionar a melhoria das condições de vida no futuro do planeta.

Histórico
Conforme dados extraídos do site da WWF, no primeiro ano, apenas a cidade de Sydney, na Austrália, participou da Hora do Planeta. Já em 2008, o movimento contou com o envolvimento de 50 milhões de pessoas de 400 cidades em 35 países. Simultaneamente, apagaram-se as luzes do Coliseu, em Roma, da ponte Golden Gate, em São Francisco e da Opera House, em Sidney, entre outros ícones mundiais. Em 2009, foi a vez de 88 países revelarem a adesão de 3.922 cidades, sendo uma delas Campo Grande, capital de Mato Grosso do Sul. Em 2010, chegou-se a 128 países e, no ano passado, conquistou a adesão de 135 nações distribuídas pela Ásia da região do Pacífico, África, Europa e Américas.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)