Cassilândia, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

17/01/2007 15:32

União não vai enviar mais dinheiro para combate à dengue

Humberto Marques e Marina Miranda / Campo Grande News

O governo federal não irá enviar mais dinheiro para o combate à dengue em Mato Grosso do Sul. A informação partiu do coordenador Nacional de Combate à Dengue, Giovaninni Coelho, que visita Campo Grande nesta quarta-feira (17 de janeiro) para avaliar as medidas tomadas para conter o avanço da doença no Estado. Como justificativa, o coordenador afirmou que os recursos encaminhados pelo Ministério da Saúde para este fim “já são suficientes”.

“É preciso acabar com essa mentalidade”, afirmou Coelho, referindo-se à solicitação de recursos federais em situações de crise. Segundo ele, tanto Campo Grande como Mato Grosso do Sul agiram rápido para gerenciar o que ele chegou a qualificar como uma epidemia de dengue.

O coordenador informou que as visitas realizadas para vistoriar as ações de combate à dengue são freqüentes. No Estado, foram efetuadas pelo aumento repentino no número de casos. Dados extra-oficiais do governo estadual apontam que já foram efetuadas mais de 2,5 mil notificações de suspeita de dengue em Mato Grosso do Sul.

Porém, o superintendente de Vigilância de Saúde estadual, Eugênio de Barros, considera os dados defasados, uma vez que apenas Campo Grande já se aproximaria desse total de notificações. A base de dados atualizada será apresentada na tarde de hoje, durante reunião entre Barros, Coelho e a secretária de Estado de Saúde, Beatriz Dobashi.

Giovaninni Coelho considerou importante contar com o número atualizado de dados, porém, ressaltou que os trabalhos devem ser concentrados na contenção da doença. “Agora precisamos investir no controle, evitando mortes e o aumento do número de casos” salientou. O coordenador participou na manhã de hoje de uma reunião com o secretário de Saúde da Capital, Luiz Henrique Mandetta, e seguiu por volta das 14h30 para o bairro Aero Rancho, a fim de vistoriar as ações de combate à doença.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)