Cassilândia, Terça-feira, 27 de Junho de 2017

Últimas Notícias

03/03/2006 16:42

União cria comissão para avaliar recursos do Ipemat

Maristela Brunetto / Campo Grande News

O governo federal deu um passo que aproxima Mato Grosso do Sul de receber o reivindicado recurso do Ipemat, o instituto de previdência do antigo Mato Grosso. Foi criada uma comissão com representação da União e de MS e MT para avaliar a situação de servidores aposentados e pensionistas na época da criação de Mato Grosso do Sul e os repasses feitos ao longo dos anos pelo Executivo federal para ajudar a pagar essas pessoas.

O Estado reivindica cerca de R$ 640 milhões referente a perdas com a divisão em relação aos inativos. O recurso que havia no fundo dos servidores acabou ficando com apenas com o estado vizinho. No final de 2004, o estado começou a fazer uma pesquisa para chegar ao valor das perdas.

A comissão foi criada por decreto assinado pelo presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva e pelo ministro Jacques Wagner, da Secretaria de Relações Institutições da Presidência.

Ela será composta por representantes dos dois estados, dos Ministérios da Justiça; Planejamento, Orçamento e Gestão; Fazenda; Previdência Social; e Casa Civil. A CGU (Controladoria Geral da União) ajudará, com a avaliação da folha de pagamento de inativos e pensionistas do Mato Grosso. Os integrantes deverão indicar membros em cinco dias.

Pelo texto do decreto, publicado hoje no Diário Oficial da União, a comissão irá avaliar os repasses da União ao Mato Grosso até 2004 referentes a aposentados e pensionistas que existiam em 31 de dezembro de 1978.

Ao fim do trabalho, cujo prazo não foi determinado, deverá a comissão propor métodos para colaboração financeira a Mato Grosso do Sul referente às obrigações que não foram cumpridas em relação aos aposentados e pensionistas. O ressarcimento deve constar a partir do exercício de 2005, consta no decreto.

O pedido de liberação foi por diversas vezes reiterado pelo governador Zeca do PT, o senador Delcídio do Amaral, parlamentares e também pelo vice-governador Egon Krakhecke, a ministros. Um dos principais interlocutores foi Paulo Bernardo Silva, do Planejamento, que já foi secretário de Zeca no primeiro governo, ocupando a pasta da Fazenda. Foi ele que hoje telefonou para informar Zeca sobre a criação da comissão.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 27 de Junho de 2017
Segunda, 26 de Junho de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)