Cassilândia, Domingo, 05 de Julho de 2020

Últimas Notícias

01/06/2020 09:21

Uma história de vida: há quarenta anos ele nos deixou

Redação
Foto ilustrativaFoto ilustrativa

Laureno Schetter Machado faleceu em 1980, há 40 anos. Bom lembrar deste cidadão que escolheu Cassilândia para morar, quando resolveu deixar a sua terra natal. Foi muito importante a sua passagem pelo município. Ajudou a comunidade com novas idéias e participação. Foi um dos primeiros a acreditar no atual Chapadão do Sul.

A família de Laureno guardou com carinho uma homenagem póstuma feita por Manoel Afonso e publicada no jornal que o articulista foi um dos fundadores, O Bolsão, que tinha na época até impressora para imprimir as edições. Velhos e bons tempos...

Vamos relembrar.

 

LAURENO PARTIU...DEIXA-NOS SAUDADE E EXEMPLO

Ele chegou nesta terra um pouco antes de nós, e logo travamos uma amizade graças a uma convivência da qual já estamos sentindo saudade. Ele veio lá do Sul para plantar esperanças no outrora inóspito ‘Pouso Frio’. Trouxe consigo as sementes hereditárias do trabalho e honradez. Sua obra frutificou.

E, na manhã daquela segunda feira, quando ouvimos a notícia de seu passamento, nós estávamos numa sessão de júri. E ali sentado, ficamos a recordar algumas facetas deste gaúcho que Cassilândia aprendeu a admirar. A sua simplicidade, seu jeitão espontâneo de se expressar, sua fibra como empreendedor contagiou a todos nós.

A cidade aprendeu muitas coisas com Laureno. Seus conterrâneos radicados nesta região sempre manifestaram admiração e tinham-no como exemplo. Ele era um entusiasta por Cassilândia. Ele acreditava nesta terra. Às vezes alguns amigos chegavam a admitir que ele seria um prefeito ideal, mas o próprio Laureno habilmente descartava tal possibilidade alegando motivos outros.

Se Laureno gostava de chimarrão, também não esquecia do seu ‘Colorado dos Pampas’. Ainda estamos a vê-lo alegre e feliz como uma criança pela primeira conquista do Campeonato Brasileiro. Ele saiu às ruas desfraldando a bandeira colorada e revelando outra faceta que era de desportista fanático. Parece que foi ontem que fomos à sua casa comemorar o título, regado ao bom vinho.

O tempo foi passando e com ele veio uma notícia trazida na base da ‘surdina’, na qual nós não queríamos acreditar. Era terrível para ser verdade. Com o tempo travou-se uma luta titânica e a cidade se uniu por esse filho adotivo, como se uniu também à família de Laureno, querendo que ele ficasse entre nós. Foram meses de angústia, dúvidas e até medo. Parece incrível, mas esse gaúcho conseguiu atrair para si toda uma cidade independentemente de política ou classe social, que de mãos dadas rezou e pediu por ele.

Mas, eis que se cumpriu a vontade do Criador. O mesmo Criador que dizem chamar primeiro os bons e os justos para junto de si. Lá em Passo Fundo, cercado de seus familiares e amigos, Laureno cerrou os olhos para sempre.

Certa feita Sêneca disse que “a mais bela morte é morrer de tal maneira que o desaparecimento seja pranteado tal como foi reconhecida a vida. Viver é durar; já afirmou alguém. E durar é aderir as coisas boas da vida”. E Laureno conseguiu tudo isso.

Hoje, Laureno repousa nas ‘Coxilhas das terras do Criador’, onde sopra o ‘Minuano Celeste’. Aqui ficamos a lamentar a lacuna que se fez nesta comunidade. Como sempre, perto de um grande homem existe uma notável mulher. E por isso temos certeza que obra irá continuar. Laureno transmitiu condições para tal. Essa família mesmo chorando é forte.

Daqui, modestamente, quebrando inclusive uma auto promessa, saindo desta clausura jornalística, estamos a manifestar nosso pensamento, que por certo representa toda comunidade. Aproveitamos para sugerir que o nome de Laureno seja perpetuado batizando com ele uma de nossas ruas. Os poderes Executivo e Legislativo, unidos, devem homenagear Laureno. Ele merece! Ele deu-nos uma lição de vida.

MANOEL AFONSO

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 05 de Julho de 2020
Sábado, 04 de Julho de 2020
10:40
Cassilândia, Aparecida do Taboado, Paranaíba e Inocência
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)