Cassilândia, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

28/09/2004 06:21

"Uma criança já tem a idade de suas artérias" diz médico

Agência Notisa

Rio de Janeiro - Hoje, é normal ver adultos com mais de 40 anos de idade preocupados com a saúde de seus corações. Entretanto, esta preocupação deveria começar já na primeira década de vida, muito antes de qualquer sintoma clínico. “Se esperamos um sintoma clínico claro, como um infarto, para tratarmos nossos pacientes, metade deles terá morrido ou estará em situação muito grave”, afirmou o médico inglês John E. Deanfield, no 59º Congresso Brasileiro de Cardiologia. “É como uma aposentadoria. Se você só pensa nela aos 60 anos, com certeza terá problemas. Se começar a pensar aos 20, ou antes, poderá envelhecer bem”, comparou.

Em sua palestra “Doenças do coração no adulto têm origem na criança: pode o processo ser revertido?”, Deanfield defendeu maior investimento na prevenção de doenças cardiovasculares. “Os EUA gastam 200 bilhões com o tratamento de doenças coronarianas e apenas cerca de 3% desse total são gastos em profilaxia”, disse. Na Inglaterra, segundo ele,o investimento também não chega a 5% . “Se fosse possível, milagrosamente, curar todas as formas de câncer, a expectativa de vida mundial subiria pouco mais de 3 anos. Se fizéssemos o mesmo com as doenças cardiovasculares, o acréscimo seria de 9,78 anos”, afirmou.

Estudo realizado na Finlândia, citado por Deanfield, com crianças de 10 anos de idade constata que apesar de aparentemente sadias, grande parte já apresenta alterações ao fim da primeira década de vida. Segundo o pesquisador, este fato estaria relacionado ao estilo de vida das novas gerações e o principal problema a ser enfrentado seria a obesidade e o aumento gradativo do colesterol ao longo da vida. “Somos os únicos mamíferos com LDL de 3 dígitos”, alertou o médico, ressaltando a necessidade de se aprofundar os resultados de reduções mais drásticas de colesterol. Apesar disso, Deanfield afirmou que “nós não precisamos de mais informações sobre essa doença (do coração). Nós podemos melhorar a saúde nossos pacientes com o que sabemos”.

No presente, dificilmente alguém desconhece os principais fatores de risco cardiovascular: fumo, obesidade, colesterol alto. Entretanto, a população resiste em mudar seus hábitos alimentares. “Se aceitarmos que nós temos essa doença incubada, vamos evitar problemas mais velhos”, afirmou Deanfield.

(Agência Notisa - Jornalismo Científico – Scientific Journalism)


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)