Cassilândia, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

26/03/2006 12:16

Um em cada três estudantes já viu uma arma na escola

Aécio Amado/ABr

A presença de armas nas escolas públicas é familiar para alunos e professores. A constatação é da pesquisa "Cotidiano das Escolas: Entre Violências", divulgada neste sábado (25), no Fórum Mundial de Educação, em Nova Iguaçu. Para a pesquisa, foram entrevistados, em 2003, 9.744 alunos e 1.678 adultos, de cinco capitais capitais (Belém, Salvador, Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre) e do Distrito Federal.

De acordo com o documento, a presença de armas está associada às disputas e brigas dentro do ambiente escolar. Apesar de elas significarem demonstração de virilidade e força, características associadas à masculinidade, as armas também estão presentes entre as meninas.

A pesquisa aponta que 35% dos alunos e 29% dos adultos já viram algum tipo de arma na escola. As armas brancas (facas, canivetes, punhais etc) são as mais comuns. Ainda assim, as armas de fogo têm uma forte presença no ambiente escolar. A pesquisa revela que 12% dos estudantes, mais de 204 mil, já viram um revólver no colégio. Esse número cai para 10% quando a pergunta é feita para um adulto.

Outro dado importante da pesquisa é a proporção dos alunos que admitem ter entrado com armas na escola. Do total dos estudantes ouvidos, 3% admitiram ter levado um canivete para a escola, e apenas 1% assume ter portado revólver. Aqueles que assumiram o comportamento disseram que trata-se de uma forma de proteção e que não tinham intenção de praticar algum crime.

A socióloga Miriam Abramovay, coordenadora da pesquisa, informa que o estudo foi realizado somente em escolas públicas urbanas, estaduais e municipais, com pelos menos 500 alunos. Isso porque, segundo ela, apresentam maior grau de vulnerabilidade devido a carência de recursos humanos e materiais, o alto índice de abandono, a evasão e reprovação, a maior diversidade cultural, e por menos homogêneas do que os estabelecimentos particulares.

A pesquisa utilizou um nível de confiança de 90% e tem margem de erro de 5%. O trabalho é um projeto conjunto do Ministério da Educação, Unesco e Observatório de Violência nas Escolas.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)