Cassilândia, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

18/06/2007 13:44

UEMS: Acadêmicos parados por melhorias na instituição

Zildo SilvaZildo Silva

Os acadêmicos de agronomia da unidade da UEMS de Cassilândia estão parados a partir de hoje , reivindicando melhorias para o curso. A informação é de Renato Lustosa Sobrinho, presidente do Centro Acadêmico de agronomia.

Na manifestação que teve inicío às 06h30 da manhã na estrada que dá acesso a unidade e depois se concentrou na rua: Amin José em frente a Câmara Municipal, os manifestantes explicaram o teor do movimento e também expressaram sua indignação com o estado da unidade, "nós resolvemos escolher o dia 18 de junho, porque foi justamente nesta data há 3 anos que deu inicío a nossa luta por melhorias na instituição e queremos a partir de hoje fazer uma reflexão todo dia 18 de como está indo o nosso curso", destacou Renato.

Alguns avanços foram conseguidos desde a última manifestação, mas outros de fundamental importância para o curso ainda não saiu do papel, "são questões simples e pequenas que podem começar a ser resolvidas agora, como por exemplo a questão da segurança, ar condicionado, cortinas, bebedouros, pintura no teto e a troca de alguns computadores, no minímo dois e o compromisso de data para a solução da questão das obras já nos dará a tranquilidade para poder voltar às salas de aula", comentou o presidente do DCA.

Os acadêmicos estão a partir de hoje buscando assinaturas para um abaixo-assinado que pretendem entregar pessoalmente ao governador André Puccinelli.

Após a manifestação em frente a Câmara Municipal, uma comissão de acadêmicos formada pelo presidente Renato e os acadêmicos Renan Miotto Oliveira, Selma Oliveira, Alexandre Garcia A. Ascoli e Leandro Garcia A. Mariano, acompanhados dos vereadores Celino Araújo (PDT), Florisvaldo Barbosa Dias (PSB) e Ênio de Freitas (PSDC), foram recebidos pelo prefeito José Donizete Ferreira de Freitas (PT).

Na reunião os acadêmicos apresentaram ao prefeito seus pedidos destacando que o valor das ações emergênciais não passa de R$ 50 mil, "são questões simples que acreditamos não podem ser proteladas, porque são três anos de promessas e nós já estamos cansados de promessas do tipo:..já comprou...já está licitado...vai ser feito um levantamento...vamos dar o encaminhamento necessário, enfim o que queremos é a solução do problema e o nosso direito a ter uma educação de qualidade", acrescentou Renato.

Ao ouvir a explanação dos acadêmicos o prefeito José Donizete, fez uma explanação das lutas em prol da entidade e manifestou total apoio aos acadêmicos, "desde a época do saudoso Ramez Tebet, quando se comentou que a UEMS poderia ter problemas, nós fomos com uma comissão de alunos a Dourados para lutar pela instituição, desde então temos acompanhado e tentado dar nossa parcela de colaboração nos momentos importantes. Foi assim quando conseguimos o asfaltamento até a unidade, quando conseguimos o inicío das obras e será agora quando vamos lutar juntos pela solução desse problema", comentou o prefeito.

Donizete destacou a importância de não se fechar os canais de negociação, "temos que continuar negociando e resolver o problema pela via normal, sem estremecimento de posições", destacou. "Estamos tentando falar com o secretário de Obras Edson Girotto, pra ter uma posição dele, até porque na última reunião que tivemos na Capital, e colocamos a ele a necessidade da construção de uma pista de aceleração e desaceleração na entrada da UEMS ele nos disse que essa seria uma ação de mais fácil execução, por isso vamos conversar com ele para ver essa possibilidade",informou.

Como medidas que podem ser implementadas imediatamente José Donizete informou á comissão de acadêmicos que a Prefeitura irá enviar os maquinários necessários até a entrada da UEMS, para fazer a limpeza do local e se estudar a possibilidade de se fazer uma área de escape em frente à entrada, "nossa preocupação é que tudo seja resolvido da melhor forma possível, pois isso não é bom pra niguém, nem para os alunos, nem para o Governo, nem pra nós. De modo que vamos continuar negociando e trabalhando para encontrar uma solução no menor espaço de tempo", finalizou o prefeito José Donizete.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
13:15
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)