Cassilândia, Quinta-feira, 20 de Fevereiro de 2020

Últimas Notícias

01/02/2020 14:30

Turismo: 10 dicas para você fazer a sua primeira viagem de mochilão

Campo Grande News

 

Mochileiro. É quando você viaja sozinho ou acompanhado gastando o mínimo em hospedagens, alimentação e transporte, levando na mochila apenas o necessário para não pesar nas costas e ainda servir de travesseiro quando for preciso. É o tipo de viagem cheia de encantos, conhecimento, diversão e aventuras, onde o foco é a sensação de liberdade e gastar pouco, claro.

Mas, mesmo viajando por conta própria, ou seja, como dono do seu destino, sem luxo para comer ou dormir, o sucesso da mochilagem passa pelo planejamento. Neste sábado, o canal de turismo Lugares Por Onde Ando, do Campo Grande News, traz dicas do blog VoltoLogo sobre como fazer um mochilão.

Veja todas as dicas abaixo. Ah, não esqueça de uma dica importante: Não deixe a falta de companhia ser um entrave no seu mochilão. Acredite, viajar sozinho também pode ser muito legal:

1- Defina a data de ida e volta

Nem sempre este é o primeiro passo para quem quer fazer um mochilão. Na verdade, se você pode escolher livremente quando viajar, talvez seja mais adequado escolher primeiro o destino, e depois marcar a viagem para época mais conveniente.

Porém, por conta do trabalho, muitas vezes a decisão de quando viajar não cabe a você, mas ao cronograma da empresa que determinará quando será as suas férias. Se este for o seu caso, tenta descobrir o quanto antes, e pré-determine os dias de ida e volta da sua viagem.

2- Escolha o destino

Uma boa dica para descobrir destinos surpreendentes é acompanhar perfis sobre viagem no Instagram. Muitas vezes acabamos nos deparando com algum lugar do qual nunca tínhamos ouvido falar, e que rende uma bela viagem.

3- Estime os gastos do seu mochilão

Com as datas e o destino definido, é hora de calcular quanto custará fazer o seu mochilão. Inclusive, é nesta etapa que alguns viajantes descobrem que os gastos serão mais altos do que ele imaginava. Se for o seu caso, troque o destino, sem crise.

Alguns gastos que você não pode se esquecer de colocar na ponta do lápis, são: passagem aérea ou de ônibus, seguro viagem, gastos com documentação (como emissão de passaporte), hospedagem, alimentação, deslocamentos internos, entretenimento (passeios e atrações turísticas), saídas noturnas e compras. São apenas dicas essenciais, faça as adaptações que forem necessárias para o seu mochilão.

4- Atente-se a documentação

Se o seu mochilão é fora do Brasil fique atento aos documentos que precisará para viajar. Além do clássico passaporte válido, em alguns casos você também precisará de visto, seguro viagem, certificado internacional de vacinação contra a febre amarela (ou outros tipos de vacina), comprovante de reserva da sua hospedagem, comprovante do voo de saída do país e comprovante de você possui dinheiro suficiente para se manter durante os seus dias.

Cada país ou região têm seus próprios critérios. Verifique isso com atenção antes de viajar para não ter nenhum contratempo.

5- Monte um roteiro otimizado

Organizar um roteiro de forma adequada é uma das etapas mais importantes para fazer um mochilão bem sucedido, e como o adequado para uns pode não ser adequado para outros, fica até difícil dar dicas.
O ideal é fazer o seguinte:

» Dia de viagem, ou seja, um dia que você irá se deslocar de uma cidade a outra, é dia perdido. Ou ao menos parcialmente perdido. Não lote sua programação de atrações porque é provável que você não consiga visitar todas elas.

» Quando possível tenha uma cidade como base para evitar muito pinga-pinga. Tente não fazer do seu mochilão uma maratona. Quase sempre é possível passar ao menos duas noites numa cidade.

» Verifique se as atrações e passeios que você irá incluir no roteiro do seu mochilão têm um dia mais conveniente para visitar. Ou até mesmo um dia a evitar, já que ele pode ficar insuportavelmente lotado.

» Não fique pilhado em ter que deixar algum lugar de fora do seu roteiro. Isso é absolutamente comum, já que dificilmente temos tempo e dinheiro para conhecer todos os lugares que gostaríamos.

6- Pesquise sobre transporte

Tenha em mente como você irá se locomover durante o seu mochilão. E não me refiro apenas entre os deslocamentos intermunicipais, que exigem um planejamento mais cuidadoso. Pesquise também como perambular pela cidade que você está visitando.

Caminhando, ônibus, metrô, táxi, uber, bike Normalmente há mais de uma alternativa, e cada uma delas tem suas vantagens e desvantagens. Tudo depende do conforto que você quer e de quanto está disposto a investir, seja tempo ou dinheiro.

Para os deslocamentos intermunicipais, pesquise se o melhor é viajar de avião, ônibus ou trem. Caso decida viajar de ônibus, pesquise antecipadamente quais empresas fazem a rota, qual o valor da passagem, a frequência de horário e se você deve comprar com alguns dias de antecedência, ou na hora da viagem.

Pesquise quais as alternativas para se locomover entre os aeroportos e o lugar onde você ficará hospedado. Busque meios para conseguir economizar.

7- Pesquise (e reserve) sua hospedagem

Essa é uma dúvida de quem deseja fazer mochilão. Para evitar perrengues que as vezes te leva a gastar mais do que pretendia, a recomendação é para que faça a sua reserva com antecedência, mesmo que, no caso de a mochilagem ser no exterior, apresentar comprovantes de estadia não seja uma exigência na hora da imigração.

Se não tiver todas as datas definidas para o roteiro, neste caso você deve pesquisar algumas opções e fazer a reserva durante a viagem, ou seja, antes de chegar ao seu destino. Sobre os aspectos que você deve considerar na hora escolher uma hospedagem, um dos mais importantes é a localização. Mas isso depende de quais são seus planos no lugar onde irá.

8- Não se esqueça de contratar um seguro-viagem

Ninguém sai de casa para fazer um mochilão achando que alguma coisa dará muito errado. Porém, imprevistos acontecem o tempo todo. Apesar de alguns perrengues renderem histórias engraçadas, quando se trata da nossa saúde, ou algum problema mais sério, o ideal é que esteja preparado. Além disso, um seguro viagem também pode ser bastante útil no caso de extravio de bagagem, cancelamentos de voos e outras situações deste gênero. Que, apesar de não colocar a nossa segurança em risco, causam uma dose extra de chateação.

9- Você não precisa de tanta roupa

Não exagere na hora de arrumar sua bagagem. Apesar de acharmos que precisamos levar uma troca de roupa para cada dia da viagem, na prática, não é bem assim que funciona.

Roupas para uma semana é mais do que suficiente. Independente de quantos dias será a sua viagem. Tenha em mente de que é mais prático – e não tão caro – você lavar suas roupas durante o mochilão, do que ficar carregando peso desnecessário.

O mesmo serve para outras tralhas que achamos que vamos precisar. Normalmente colocamos na bagagem objetos que nunca precisaríamos, e nos esquecemos de outros mais úteis.

Fica a dica para não esquecer de nada importante: comece a arrumar a sua mala alguns dias antes do mochilão. Isso te dará a oportunidade de se lembrar de itens realmente necessários e que ainda estão de fora da mochila.

10- Imprevistos acontecem

É bem provável que algum imprevisto aconteça durante o seu mochilão. A grande sacada é tentar evitar surpresas desagradáveis naquilo que temos maior controle, porém, não temos influência sobre o clima, voos atrasados ou cancelados, e atrações turísticas fechadas para reforma. Nestes casos, o melhor a fazer é aceitar o imprevisto com bom humor, e continuar aproveitando o restante da viagem.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 20 de Fevereiro de 2020
Quarta, 19 de Fevereiro de 2020
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)